Prefeitura de Maceió realiza operação e notifica Braskem

Após o anúncio de retomada das atividades da Braskem, uma operação integrada de fiscalização da Prefeitura de Maceió, ocorrida na manhã desta sexta-feira (5), terminou com a empresa sendo notificada pela falta do alvará de localização e funcionamento e pela alteração do processo de recebimento do minério de sal-gema. A mineradora tem cinco dias úteis para apresentar a documentação.

De acordo com o secretário adjunto da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente, Ismar Macário, a empresa chegou a apresentar parte da documentação exigida, mas faltaram o alvará de localização e funcionamento e estudos sobre o transporte terrestre do minério.

Thiago Prado, secretário municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), destacou que a devido ao novo formato de transporte do minério isso ocasionava um impacto direto no cotidiano da população que trafega pela Avenida Assis Chateaubriand.

A fiscalização também ocorreu no Porto de Maceió, onde o superintendente municipal de Transporte Transito de Maceió, André Costa, inspecionou os caminhões usados no transporte do minério.

Retomada da fábrica não retoma mineração

Um ponto que todos os secretários destacam como importante, é que a retomada do processamento do minério importado do Chile não significa que a empresa volta a minerar em Maceió.  “É muito importante tranquilizar a população nesse sentido. A fábrica volta a operar, mas não há mineração ocorrendo, ou seja, não há atividade de extração nas minas”, concluiu Francisco Sales.

A operação de fiscalização contou com as Secretarias Municipais de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente; Segurança Comunitária e Convívio Social; Governo; SMTT e Defesa Civil.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!