Prefeito alerta risco de serra deslizar em Palmeira dos Índios

Júlio Cezar (camisa verde) com o secretário da Saúde de Alagoas Christian Teixeira

“Ainda estamos sofrendo as consequências da estiagem e agora vem um fenômeno inverso do que estávamos vivenciando; sobretudo, provocando uma série de problemas” disse o prefeito de Palmeira, Júlio Cezar. Ele pede providências ao Estado, para que averigue uma parte da Serra do Muro, que está preste a qualquer momento provocar uma tragédia, devido forte infiltração que sofreu durante esses dias de chuvas na região. A Serra fica num trecho da rodovia estadual que liga Palmeira a Quebrangulo.

“Está havendo deslizamento  e  perigo  iminente” alertou Cezar as autoridades presentes  na manhã desta segunda-feira, no Palácio do Governo, durante reunião do governador com os gestores municipais que enfrentam problemas das fortes chuvas.

Durante a reunião, Cezar cobrou da Caixa Econômica, agilidade para  entregar as 55 moradias, destinadas as famílias quilombolas. É que agora com as chuvas, justamente essas famílias já contempladas com as casas, praticamente  perderam seus lares, uma vez que foram erguidos de taipas.

Em particular o prefeito Júlio Cezar conversou com o secretário de Saúde de Alagoas, Christian Teixeira. Solicitou apoio para equipar a SAMU, medicamentos para atender pacientes com casos crônicos, entre outros. “Reabrimos a UPA se comprometendo a pagar uma dívida herdada  de R$ 1.5 milhão; estamos pagando débitos da Hemodiálise, órgão que pegamos de portas fechadas, além de investimentos na Saúde Básica nos 22 postos existentes e outros de apoio; tudo isso com recursos próprios”, afirmou.  Por esses dias, segundo Cristian Teixeira, Palmeira receberá uma nova ambulância, de uma frota que o estado adquiriu para atender os municípios carentes desse serviço.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *