População amarra e agride suspeito de assaltos em Cruzeiro do Sul

Suspeito foi encaminhado ao hospital e em seguida para a Delegacia.

Um jovem de 19 anos foi amarrado e agredido por moradores do bairro Morro da Glória, em Cruzeiro do Sul, na manhã desta quarta-feira (15), após ter cometido dois assaltos e uma tentativa de roubo contra populares que passavam pela escadaria de uma escola no bairro. De acordo com a polícia, o suspeito estava com uma faca e ameaçava as vítimas.

A ação dos moradores foi filmada. As imagens mostram ao menos quatro homens imobilizando e usando uma corda para amarrar o suspeito, que já está no chão.

O delegado responsável pelo caso, Lindomar Ventura, disse que, apesar do vídeo não mostrar, o jovem foi agredido pelos populares e teve que ser encaminhado para o Hospital do Juruá, onde recebeu atendimento, foi liberado e encaminhado para a Delegacia Geral da cidade.

“O rapaz teria cometido vários assaltos em poucos minutos. Armado com uma faca, abordava as vítimas e a população se revoltou e acabou fazendo a detenção do autor. Ainda houve algumas agressões leves, a polícia foi acionada, ele foi encaminhado ao hospital e depois foi liberado e está na delegacia”, diz Ventura.

O suspeito teria cometido dois assaltos e, no terceiro, desistiu, segundo o delegado. “Para nós, não é muito comum, mas foi uma ação da população. É bom que fique claro que qualquer pessoa do povo pode fazer uma prisão em flagrante. Isso é um direito garantido pela Constituição, o que podemos colocar como exagero é a agressão”, destaca o delegado.

Os moradores do bairro, que aparecem no vídeo devem ser ouvidos pela Polícia Civil. O delegado diz que vai apurar se houve resistência por parte do autor, o que explicaria as agressões. A princípio, a polícia não encontrou antecedentes criminais, mas Ventura ainda vai checar se o jovem tem passagem quando ainda era menor.

“Ele é um jovem, pode ser que tenha acontecido alguma coisa no período que era menor de idade”, finaliza.

g1

15/02/2017

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *