Polícia prende suspeito de homicídio em Palmeira dos Índios, AL

Agentes de inteligência da 5ª DRP de Palmeira dos Índios, da Gerência de Polícia Judiciária da Região 3 (GPJ-3) e militares do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), prenderam em flagrante um homem de 27 anos, suspeito de ter cometido um homicídio no último final de semana na cidade de Palmeira dos Índios.

A operação integrada foi coordenada pelos delegados Rosivaldo Vilar, titular da delegacia Regional de Palmeira dos Índios, Mário Jorge Barros, gerente do GPJ-3, e do Major Luciano, comandante do 10º BPM.

De acordo com um agente da Polícia Civil, os policiais foram informados de um homicídio ocorrido no bairro Graciliano Ramos, próximo ao Corpo de Bombeiros de Palmeira dos Índios. Ao se deslocarem até o local havia um homem morto e outro baleado. O ferido era o acusado, que disse aos policiais que estava conversando com seu amigo Leonardo Luiz da Silva (vitima fatal), de 26 anos, quando foram baleados por indivíduos desconhecidos. Ele ainda acrescentou que Leonardo morreu na hora e que o “suposto amigo” ficou pedindo socorro aos populares. O acusado foi socorrido para a UPA de Palmeira dos Índios e em seguida encaminhado para a Unidade de Emergência de Arapiraca.

O agente disse ainda que os policiais não satisfeitos com as informações repassadas pelo homem baleado iniciaram uma investigação no local do fato, conversaram com diversas pessoas, onde a maioria não quis ser identificada, pois os dois homens baleados são tidos como pessoas perigosas na região e que sempre são vistas portando armas de fogo. Assim, obtiveram a informação de que os dois indivíduos são traficantes da região e que o autor do homicídio foi cobrar uma dívida de R$3.000 a Leonardo.

Segundo populares, o acusado chegou a casa onde estava Leonardo em uma moto com outro indivíduo e que em sequência começaram a trocar tiros com Leonardo, que não resistiu aos ferimentos e faleceu. A terceira pessoa fugiu do local na moto.

Testemunhas também afirmaram que o preso falou que matou Leonardo para se defender e que foi até o local receber R$3000,00 de uma dívida, mas quando a polícia chegou ao local mudou a sua versão do ocorrido. Após obterem essas informações, os policiais conseguiram testemunhas que confirmaram o ocorrido e foram até a cidade de Arapiraca, dando voz de prisão em flagrante ao mesmo pelo crime de homicídio.

Ao lado do corpo de Leonardo foi encontrado um revólver com munições deflagradas. Já a arma utilizada pelo acusado foi, provavelmente, levada por seu comparsa.

O delegado Rosivaldo Vilar afirma que os homicídios ocorridos em Palmeira dos Índios na sua atual gestão já estão esclarecidos e que é prioridade que sua equipe não meça esforços para elucidar esse tipo de crime e, juntamente a Polícia Militar, tentar coibir novas práticas do mesmo. Também reforça a importância do trabalho em conjunto que vem realizando juntamente com o delegado Mario Jorge Barros e o Major Luciano, pois essa união mostra a força da segurança pública existente na nossa região.




Botão Voltar ao topo