Plenário presta homenagens à memória de Rogério Teófilo

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira, 11, um requerimento de autoria do deputado Tarciso Freire (PP), solicitando voto de pesar pelo falecimento do prefeito de Arapiraca e ex-deputado Rogério Teófilo. Durante a discussão do requerimento, o autor da proposição, bastante emocionado, foi à tribuna da Casa para ressaltar a figura política e familiar de Teófilo e pedir um minuto de silêncio a todos os presentes. “Rogério foi um amigo e um parceiro de luta das causas sociais do povo arapiraquense. Homem guerreiro, trabalhador, que doou sua via à educação dos jovens da segunda maior cidade de Alagoas”, disse.

Tarciso lembrou que Rogério Teófilo foi diretor administrativo do Colégio Cenecista Nossa Senhora do Bom Conselho, deputado estadual por três legislaturas, deputado federal, professor da Funesa, secretário estadual de Educação, vice-prefeito de Arapiraca, secretário estadual de Esporte, secretário estadual de Articulação Política e, por fim, prefeito de Arapiraca. “Lamento, neste momento, a falta de solidariedade de algumas pessoas que estão assumindo a gestão municipal. Rogério me ensinou a importância da parceria e do diálogo. Ele ficará sempre na minha lembrança e do povo arapiraquense”, concluiu.

O discurso contou com vários apartes e com a solidariedade dos parlamentares presentes na sessão. O deputado Ricardo Nezinho (MDB) disse que Teófilo, por onde passou, não fez qualquer inimizade e foi um excelente esposo, pai, filho e irmão. Inácio Loiola falou da importância que ele dava à Educação de Alagoas e, em especial, a de Arapiraca. Gilvan Barros Filho lamentou o falecimento, afirmando ser uma grande perda para a cidade de Arapiraca. Fátima Canuto, Jó Pereira e Cibele Moura também se pronunciaram, falando da importância de Rogério para a Educação de Alagoas e para a cidade de Arapiraca. Todas se solidarizaram com a família e com os amigos.

O deputado Antonio Albuquerque, além de se solidarizar com a família, fez duras críticas a nova gestora da cidade de Arapiraca, que fechou com cadeado, “na calada da noite”, a sede da prefeitura. “Sempre tive com Rogério Teófilo, que assumiu a prefeitura em um momento difícil, uma relação respeitosa. Ele foi um homem com bastante qualidade, dentre elas o respeito pela sua família e pela educação”, destacou. Ao repercutir o episódio do fechamento da sede da prefeitura, o deputado afirmou que, há pouco mais de um ano, Rogério Teófilo, além de combater a doença que acabou lhe tirando a vida, ainda tinha que conviver com a insensatez, a ganância e a covardia de algumas pessoas. “Tanta pequenez moral, tanta falta de responsabilidade, tanta falta de respeito com Arapiraca e com a coisa pública. Ao longo de um ano de tratamento, Teófilo também padeceu de uma perseguição insana para que deixasse a prefeitura à disposição dela e de seu grupo político. De agora em diante vou ficar atento a cada detalhe da política daquela cidade e combater os exageros que ali poderão ser praticados”, disse.




Botão Voltar ao topo