Pastor é investigado por estelionato contra fiéis em Lajeado, no RS

Cinco pessoas registraram queixa, cada uma diz ter sido lesada em R$ 5 mil. Pastor está desaparecido desde o dia 14 de setembro, diz delegado

sefjvnsvkdvdvggfgbefbm-titulo

Um pastor é investigado por estelionato em Lajeado, no Vale do Taquari. Ele é suspeito de se aproveitar da fé de fiéis da Igreja Pentecostal da Chamada Missionária Mistério da Revelação para obter dinheiro, como mostra o RBS Notícias (veja vídeo acima).

Até esta sexta-feira (23), cinco pessoas registraram ocorrência contra o pastor Adair Padilha, de 38 anos. Cada uma delas diz ter sido lesada em R$ 5 mil. Mas a polícia acredita que o número de vítimas e o valor arrecadado pelo pastor sejam maiores. Padilha está sumido desde o dia 14 de setembro.

O delegado Juliano Stobbe, responsável pelas investigações, explica como o pastor agia. “Ele aliciava ou convencia os fiéis, tinha uma fala bastante convincente e solicitava valores, em tese, não para ele, mas para a igreja, para a religião, como sendo um sacrifício dos fiéis para  fins de construção da igreja, melhoramentos da igreja.” Ainda segundo a polícia, o homem fazia os fiéis pagarem boletos, emprestassem dinheiro, entre outras coisas. “Tudo com essa crença de que a igreja traria em dobro os frutos depositados.”

O aposentado Antônio Francisco Costa Pereira diz ter perdido R$ 4 mil. “Eu me senti triste, descrente com esse pastor, com essas igrejas”, lamenta. “Acho que um homem que usa a palavra de Deus não deve fazer isso.”

A polícia pede que as pessoas lesadas registrem ocorrência. O delegado observa que o pastor vai ser investigado por estelionato, entretanto, toda conduta dele vai ser investigada.

g1

23/09/16

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *