Greve dos Correios acaba nesta terça (22) após decisão judicial

Nesta segunda-feira (21), a maioria do Tribunal Superior do Trabalho (TST) definiu que a greve dos Correios deve acabar nesta terça-feira (22) e os funcionários terão direito a um reajuste salarial de 2,6%. Caso os funcionários não retornem ao trabalho amanhã, a categoria pode arcar com uma multa de R$ 100 mil por dia.

O julgamento, que foi interrompido por problemas técnicos na internet dos participantes, decidiu ainda que a greve não foi abusiva. A decisão significa que metade dos dias da greve – que começou no dia 17 de agosto – será descontada do salário dos funcionários, enquanto a outra metade será compensada.

Caso a paralisação fosse vista como abusiva, o desconto seria de 100% das horas não trabalhadas. Entre as solicitações dos funcionários, a principal envolve a manutenção de um acordo coletivo assinado em 2019 e previsto para valer no ano que vem, suspenso pela estatal após a pandemia. Esse pacote de benefícios e direitos incluía auxílio-creche, licença-maternidade de 180 dias e adicional de serviço noturno.

“É a primeira vez que julgamos uma matéria em que uma empresa retira praticamente todos os direitos dos empregados”, defendeu a ministra Kátia Arruda, relatora do processo no TST.




Botão Voltar ao topo