Defensoria pública cobra explicações de gestores do Cyridião Durval sobre vídeo que mostra presidiários passando mal

No início da manhã desta segunda-feira (14), o defensor público e coordenador do Núcleo de Acompanhamento da Execução Penal e Prisões Provisórias da Defensoria Pública, Ricardo Anízio Ferreira de Sá, oficiou os responsáveis pela gestão penal no Complexo Penitenciário de Maceió e do Presídio Masculino Cyridião Durval, requerendo informações sobre os presos que aparecem passando mal dentro da unidade, em um vídeo amplamente divulgado nas redes sociais, nesse domingo (13).

Conforme informações divulgadas nas redes sociais, o mal-estar, supostamente, teria sido provocado pela superlotação do presídio.

A Instituição cobra informações sobre as identidades e saúde dos reeducandos, se foi realizado o teste do Covid-19 e sobre a prestação de assistência médica, que é direito fundamental de todas as pessoas privadas de liberdade.




Botão Voltar ao topo