Davi Maia comemora privatização do fornecimento de água e saneamento de Maceió

O deputado Davi Maia (DEM) comemorou a privatização dos serviços de fornecimento de água e de saneamento da região metropolitana de Maceió. Em leilão, ocorrido no último dia 30 de setembro, a empresa BRK Ambiental Participações Ambiental arrematou, por mais de R$ 2 bilhões, a concessão dos serviços pelos próximos 35 anos. Durante pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira, 6, Maia também destacou projeto de lei de sua autoria, aprovado por unanimidade pelo plenário da Casa, que viabilizou a realização do leilão. “Esse momento só foi possível graças a um projeto de lei de nossa autoria, onde a Assembleia Legislativa mostrou que Alagoas precisa passar a um novo tempo, mudar a maneira de gerir os recursos públicos”, disse o parlamentar.

Davi Maia, que representa a oposição ao Governo do Estado, também rebateu críticas por ter participado do leilão junto ao Poder Executivo. “Quero deixar bem claro que somos oposição ao Governo, não somos oposição ao Estado de Alagoas”, declarou o deputado, classificando o certame como um marco para a história do País e de Alagoas. “Na semana passada foram investidos R$ 4,6 bilhões no Estado. Dois bilhões o Governo alagoano vai receber em dezembro de 2020, mais R$ 2,6 bilhões nos próximos 30 anos, sendo o grande volume nos próximos seis anos”, destacou Maia, acrescentando que o contrato com a empresa de saneamento irá atender a metade da população alagoana. “É uma mudança na maneira de gerir os recursos públicos. Tanto é que Alagoas foi exemplo para o Brasil todo. Todos se perguntando como é que Alagoas, um Estado pequeno, conseguiu tal feito”, observou o parlamentar.

Comissão de Acompanhamento
Ainda na sessão de hoje foi lido o requerimento apresentado por Davi Maia propondo a criação de uma Comissão de Acompanhamento dos investimentos das concessões. “Quero deixar bem claro que essa Casa vai continuar fiscalizando os investimentos. Especialmente a do saneamento, mas também continuaremos a acompanhar a privatização da Eletrobrás, os investimentos da Equatorial Alagoas”, afirmou Maia.




Botão Voltar ao topo