CORONAVÍRUS: PM permanece fiscalizando denúncias relativas ao Decreto Emergencial

Nesse domingo (26), a Polícia Militar flagrou seis casos de descumprimentos ao Decreto de Situação de Emergência do Governo de Alagoas em enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), nas áreas do Comando de Policiamento da Capital (CPC), que abrange a Região Metropolitana de Maceió, e do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no Agreste do Estado.

Confira a incidência por tipos de enquadramento:

CPC:

– Dois flagrantes de funcionamento irregular de bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres em desacordo com o protocolo sanitário.

3º BPM: (unidade responsável pelo policiamento em Arapiraca, Girau do Ponciano, Taquarana, Campo Grande, Olho D’Água Grande, Jaramataia, Junqueiro, Feira Grande, Traipu, Lagoa da Canoa, Teotônio Vilela, São Sebastião, Limoeiro de Anadia, Coité do Nóia e Craíbas):

– Três flagrantes de atividades esportivas e/ ou aglomeração em área pública;

– Um flagrante de funcionamento irregular de bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres.

Efetivo mobilizado: 686 militares, divididos em 233 viaturas do policiamento ordinário e do Programa Força Tarefa, além das unidades distribuídas pelas demais cidades da Região Metropolitana. A ação da PM contempla policiamento ostensivo, rondas nos pontos comerciais e fiscalização da restrição do transporte rodoviário intermunicipal.

CPC: Balanço semanal

O Comando de Policiamento da Capital (CPC) divulgou o balanço semanal de ocorrências relacionadas à 18ª semana de fiscalização do Decreto Governamental, em desacordo com o protocolo sanitário, correspondente ao período compreendido entre os dias 20 e 26 de julho. As estatísticas da semana são as seguintes, por ordem decrescente de incidências totalizando 21 ocorrências:

– 10 casos de atividades esportivas e/ou aglomeração em área pública;

– Nove flagrantes de bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres;

– Uma academia, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares;

– Uma loja ou estabelecimentos que pratiquem o comércio ou prestem serviços de natureza privada.

Fique em casa! Em caso de descumprimentos denuncie e ligue:

190 – para flagrante de funcionamento irregular de estabelecimentos comerciais não listados no decreto como serviço essencial;

181 – (Disque-denúncia) – para ações que foram divulgadas para ocorrer, como um show.




Botão Voltar ao topo
Fechar