Atividades das Bases Comunitárias aproximam forças de segurança da população

Com a missão de atuar de forma mais próxima da população e comerciantes, as Bases Comunitárias fecham com saldo positivo o primeiro semestre de 2020. Apesar do isolamento social oriundo da pandemia do coronavírus (Covid-19), as visitas, rondas e outras atividades foram mantidas e também contribuíram para a manutenção da segurança nas áreas onde atuam.

De acordo com levantamentos da Chefia de Prevenção e Polícia Comunitária, da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), de janeiro a junho as nove Bases Comunitárias, localizadas em Maceió e em Marechal Deodoro, realizaram um total de 1.299 visitas, sendo que 210 ocorreram em residências, outras 727 em estabelecimentos comerciais, 234 foram em visitas de cunho institucional e outras 128 em ambientes escolares.

Os militares também realizaram 872 abordagens a pessoas e outras 276 abordagens a veículos. Houve ainda a mediação de 43 conflitos e outras 22 reuniões comunitárias. A maioria delas ocorreu com os membros dos Conselhos Comunitários de Segurança.

Já na parte social, as Bases comunitárias promoveram 63 ações sociais no primeiro semestre. Entre as ações, esteve o apoio as entrega de cestas básicas, promovidas em parceria com os Centros de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS).

Outro ponto positivo observado pela Chefia de Polícia Comunitária da SSP foi a redução de crimes contra o patrimônio (CVP) nas áreas onde estão instaladas as bases comunitárias na capital. As reduções ficaram entre 17% e 61% nas unidades.

Para o chefe de Articulação de Polícia Comunitária da SSP, tenente PM Alex Acioli, as atividades de aproximação, valorização e proteção do cidadão, por intermédio das visitas comunitárias, sejam elas residenciais, comerciais, institucionais e escolar, atreladas às ações de proximidade e de repressão qualificada, representam o comprometimento dos policiais que atuam nas Bases Comunitárias em proporcionar qualidade de vida e segurança nas comunidades vulneráveis de Maceió e Região Metropolitana.

As bases comunitárias ficam localizadas em Marechal Deodoro, no Povoado Pedras, e em Maceió no Vergel do Lago, Jacintinho, Escolar, Osman Loureiro, Novo Jardim, Santa Maria, Carminha e Selma Bandeira.

“A orientação da Chefia de Polícia Comunitária da SSP é que nossos policiais atuem como plenos parceiros da comunidade e promovam ações integradas com outras instituições, onde o grande objetivo é priorizar e viabilizar soluções para os problemas locais, e assim, estreitar a relação entre Polícia e Comunidade”, destacou.




Botão Voltar ao topo