ATAQUE DE FÚRIA! Juíza morta pelo ex-marido no levou 16 facadas, aponta laudo do IML

Magistrada foi golpeada no pescoço, no rosto e na barriga na frente das três filhas, que têm entre sete e nove anos

A juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi, 45, que foi assassinada na véspera de Natal, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, pelo ex-marido, o engenheiro Paulo José Arronenzi, na frente das três filhas do casal, levou 16 facadas, aponta o laudo do Instituto Médico Legal (IML). O corpo da magistrada tinha perfurações no pescoço, rosto e barriga. 

Na tarde de quinta-feira (24), Viviane Arronenzi deixava as três crianças para passarem o Natal com o pai quando foi surpreendida pelo ex-marido, que desferiu os golpes contra ela na frente das três filhas do casal, que têm entre sete e nove anos de idade.

MORTA NA FRENTE DAS TRÊS FILHA! Justiça transforma em preventiva prisão do assassino da juíza




Botão Voltar ao topo