Ação integrada garante que araras retornem à natureza

Das muitas e belas cores da natureza estão as araras, que são espécies que ocorrem em grande parte do Brasil. No Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), 14 desses animais foram preparados para voltarem ao hábitat natural. O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL), em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), irá levar as aves para o Estado da Bahia.

A previsão é de que nesta quinta-feira (01), as aves da espécie Ara chloropterus, popularmente conhecidas como Arara-vermelha, cheguem ao Cetas do município de Porto Seguro. Lá elas serão encaminhadas para a reabilitação e, em seguida, soltas em uma área de ocorrência da espécie.

Segundo Ana Cecília, veterinária do IMA, das 14 araras levadas ao Cetas, 12 vieram do Maranhão. O transporte desses animais foi uma parceria entre os órgãos ambientais para que as araras fossem encaminhadas à um local próprio.

“Os animais saíram do Maranhão e vieram primeiro para Alagoas porque nós estamos ajudando a destinar esses animais para o Cetas de Porto Seguro, na Bahia, que fica mais próximo”, explica Ana.

Ações como essa reúnem diversos esforços com o intuito de reinserir esses animais à natureza. Diante disso, o IMA, bem como os órgãos ambientais parceiros, ressalta a importância das práticas socioambientais que garantem o comprometimento com o meio ambiente.

“Essa ação é de grande importância porque estamos contribuindo para a preservação da espécie”, finaliza a veterinária.




Botão Voltar ao topo