3.271 cartões Bem Legal utilizados indevidamente foram bloqueados

Arquivo Repórter Maceió

Em dois meses de funcionamento a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió – a SMTT, já bloqueou 3.271 Cartões Bem Legal. Sendo eles, 1.274 estudantis, 1.352 sênior – benefício gratuito pra idoso e 645 cartões da categoria especial. A utilização indevida gerou para as empresas um prejuízo de 375 mil reais, já que os cartões foram utilizados por usuários indevidamente por mais de uma vez.

Todos esses cartões foram flagrados pelo sistema de biometria facial sendo utilizados por outras pessoas. Isso só é possível porque desde a instalação do equipamento, o sistema fotógrafa o usuário de posse do cartão no momento em que ele utiliza dentro do ônibus. A fotografia é comparada automaticamente com a foto cadastrada do proprietário e portador dono do benefício.

De acordo com Toni Melo, gerente do Sinturb o prejuízo desses cartões gerou prejuízo grande, as empresas deixaram de arrecadar 375 mil reais.

“Foram mais de 3 mil cartões utilizados por pessoas que não possuem o benefício, pessoas que provavelmente pagariam a tarifa cheia de R$ 3,65, o prejuízo é grande, já que esses cartões podem ter sido utilizados mais de uma vez. As fraudes vão desde crianças utilizando cartões de idoso, como homens e mulheres utilizando o benefício de uma pessoa do sexo oposto.”

O Sinturb alerta ainda que esse número de fraudes pode ser muito maior, já que por enquanto apenas 40 veículos rodam com a tecnologia. “A média é de 109 passageiros por dia que deixam de pagar e utilizam cartão de outra pessoa”, afirma o gerente.

A previsão é que até o mês de junho, 100 ônibus estejam com a tecnologia instalada e funcionando, atualmente apenas 40 veículos circulam com o aparelho.

Toni alerta ainda, que o fato de bloquear o cartão não significa que as empresas passaram a ter acréscimo na receita. ”Muitos usuários que são pegos cometendo a fraude, param de andar e apenas uma parte disso se converte em usuário pagante.”

Bloqueio do benefício

De acordo com a SMTT, 2.817 continuam bloqueados, já que os beneficiários titulares não comparecem à sede do órgão.

É importante lembrar que ao ter o cartão bloqueado, o usuário ficará 30 dias sem o benefício. Se for reincidente, os passageiros podem ficar até dois meses. Se for registrada a fraude pela terceira vez, o Cartão Bem Legal é cancelado.

Assessoria

Emmanoeli Silva*

Estagiária de Jornalismo - UNIT

Artigos relacionados