10 motivos para NÃO correr uma maratona 

Disputar uma maratona nem sempre é sinônimo de saúde. Confira a lista de argumentos para não entrar nessa onda.

mh_interna_178041891
O treinamento para maratonistas é bem pesado e se você não vai aguentar é melhor mudar de ideia. FOTO: Thinkstock
Correr vários quilômetros é certamente um feito admirável, mas, cá entre nós, não é pra todo mundo. Correr maratonas está na moda. Todo mundo tem um amigo -ou vários- que posta fotos das corridas, medalhas ou mensagens de superação, mas não se sinta inferiorizado se não quiser ou puder fazer parte dessa turma. Na verdade, a ciência pode até  estar ao seu lado.
Não precisa ser um maratonista para ser saudável. E se alguém quiser provar o contrário, apresente dez motivos para NÃO correr uma maratona:
#1 Treinamento insuficiente – O corredor profissional Jeff Gaudette afirma que uma boa preparação deve girar em torno de 65 km por semana durante 5 ou 6 semanas, a fim de garantir o pique necessário para a corrida. Se você não passou nem perto destes números, nem tente.
#2 Sua vida social pode sofrer – Se está disposto a treinar, deve saber que isto implicará em algumas privações, tanto no que se refere à alimentação quanto a bebidas. Nada de dormir tarde, evitar bebidas alcoólicas e alguns daqueles petiscos que você gosta. Ou seja, se você não está disposto a ficar sem um pouco de diversão, é melhor abandonar a ideia de correr.
#3 Escoriações – Você correrá tanto que a fricção da pele das suas coxas começará a causar assaduras bem desagradáveis. Maratonistas convictos vão dizer que tudo se resolve com alguns shorts mais justos. Mas será que realmente vale a pena o correr este risco?
#4 Pode prejudicar seu sistema imunológico – Exercícios regulares podem realmente ajudar a melhorar sua saúde. No entanto, exercícios demais podem causar o efeito oposto. Pesquisas apontam que depois de muito tempo de treinamento para uma maratona, o sistema imunológico fica “esgotado” até algumas semanas depois da corrida, aumentando entre 2 e 6 vezes o risco de desenvolver problemas respiratórios, foi o que afirmou Mike Gleeson , professor de bioquímica do exercício na Universidade de Loughborough, em Leicestershire, Reino Unido.
#5 A maratona não é uma maneira infalível para perder peso – Definir uma meta -como uma maratona- pode ser o empurrão que faltava para pessoas que querem emagrecer. No entanto, o treinamento da maratona não substitui um plano elaborado especificamente para este fim.
#6 Não é desculpa para comer tudo o que quiser – Só porque você precisa de mais carboidratos como combustível não significa que eles devem vir de pizza. Sim, você está queimando muito mais calorias em todas as corridas longas, mas isso não significa que a nutrição não é um componente importante do treinamento. Na verdade, comer as coisas erradas pode minar sua energia ou bagunçar sua digestão.
#7 Risco de se hidratar demais –  A hiponatremiaque é o quando seu corpo armazena mais água do que pode pôr para fora, é um problema raro. No entanto, uma  pesquisa sugere que os corredores de maratona fazem parte do grupo que corre este risco. Pode ser que depois de uma corrida extenuante, maratonistas bebam água como se ela fosse deixar de existir amanhã.
#8 Pode prejudicar seu coração – Você pode correr uma maratona e não ser tão apto quanto pensava. O grande problema é que, para os corredores que não estão bem preparados, os danos ao coração pode durar meses. É o que mostra um estudo publicado na Science Daily. Embora depois de um tempo o coração se recupere, isso o deixará vulnerável a outras doenças.
#9 Poderia causar dores nas canelas – Há poucas lesões de corrida mais comuns do que as temidas dores entre o tornozelo e o joelho. Treinamento da maratona é a receita perfeita para causar lesões nesta região, de acordo com informação da “Clínica Mayo”. Isso acontece por vários motivos: Pistas irregulares, correr muito rápido ou por muito tempo.
#10 Talvez você prefira uma distância menor – Se ainda assim, correr é uma questão de honra para você, talvez seja o caso de percorrer distancias mais curtas. Isso com certeza é bem melhor do que o pensamento: “cheguei por último mas pelo menos completei a prova!”
area H