Vandalismo em Pontos de Entrega Voluntária gera despesa extra para a Prefeitura de Maceió

Custos da manutenção ou substituição dos equipamentos poderiam ser investidos em outros projetos da limpeza urbana na cidade

Instalados pela Prefeitura de Maceió em pontos estratégicos da capital para facilitar o descarte de recicláveis feito pela população, os Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) sofrem com o vandalismo. Desde janeiro, mais de 15 equipamentos já tiveram que passar por manutenção ou serem substituídos devido à prática negativa.

Além do vandalismo, cidadão descarta resíduos de forma errada. Foto: Ascom Sudes
Além do vandalismo, cidadão descarta resíduos de forma errada. Foto: Ascom Sudes

Dessa forma, a Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), gastou em torno de R$ 50 mil, que poderiam ser investidos em outros projetos do órgão para aperfeiçoamento da limpeza urbana na cidade.

Virgínia Lucena, coordenadora de supervisão das cooperativas e recicláveis de Maceió, afirma que o vandalismo causa retrocesso na coleta de recicláveis.

“Nós disponibilizamos os PEVs para que o cidadão se aproxime do poder público e ajude na limpeza da cidade e na preservação do meio ambiente. Porém, ao destruir um equipamento desses, o infrator atrasa toda uma comunidade que faz uso dele para descartar corretamente”, disse a coordenadora.

Vandalismo gera custo extra para a Prefeitura de Maceió. Foto: Ascom Sudes

Atualmente, Maceió possui 29 Pontos de Entrega Voluntária nas principais praças e vias da cidade (consulte os endereços no final do texto). Destes, 12 foram instalados no primeiro semestre do ano.

“A população precisa preservar um bem público, que contribui para a limpeza e organização da cidade, além de gerar emprego e renda para as cooperativas que caminham lado a lado com a Prefeitura”, completou a Virgínia.

Cada PEV gera, em média, 500kg de recicláveis por mês, que são recolhidos pelas quatro cooperativas parceiras da Prefeitura: Cooplum, Coopvila, Cooprel Antares e Cooprel Benedito Bentes.

Confira o que pode ser descartado nos PEVs

Papel: folhas e aparas de papel, jornais, revistas, caixas, papelão, formulários de computador, cartolinas, cartões, envelopes, rascunhos escritos;, fotocópias, folhetos, impressos em geral, Tetra Pak.

Metal: latas de alumínio, latas de aço (óleo, sardinha, molho de tomate), ferragens, canos, esquadrias, arame.

Vidro: potes de vidro, copos, garrafas, embalagens de molho, frascos de vidro.

Plástico: tampas, potes de alimentos, PET, garrafas de água mineral, recipientes de limpeza, PVC, sacos plásticos, brinquedos, baldes.

Endereços dos Pontos de Entrega Voluntária:

  1. PEV Praça em frente ao 5° Batalhão da PM no Lot. Celly Loureiro – Benedito Bentes
  2. PEV no Paulo Bandeira – Benedito Bentes
  3. PEV na calçada do Terminal do Graciliano Ramos
  4. PEV próximo ao terminal no Petrópolis
  5. PEV na Praça Carimbão no Santos Dumont
  6. PEV Praça em frente ao terminal da Colina
  7. PEV na Praça do Rosane Collor (Clima Bom)
  8. PEV Praça Genésio de Carvalho – Gruta de Lourdes
  9. PEV Praça 200 anos no Zé Tenório
  10. PEV Praça Raimundo de Aguiar Peixoto – Antares
  11. PEV Guaxuma
  12. PEV Mirante do Jacintinho
  13. PEV Terminal do Trapiche
  14. PEV Praça em Frente a USF da Pitanguinha
  15. PEV Vergel (praça próximo a guarda municipal)
  16. PEV Praça da Bíblia – Jatiúca
  17. PEV Praça da Faculdade – Prado
  18. PEV em frente ao Instituto Mandaver – Dique Estrada
  19. PEV Praça Nossa Senhora de Fátima – Feitosa
  20. PEV Medeiros Neto – Santa Amélia
  21. PEV Praça do Skate – Ponta Verde
  22. Ponta Verde – Corredor Vera Arruda
  23. Cruz das Almas – Term. De Ônibus
  24. Farol – Mirante Igreja São Gonçalo
  25. Pontal da Barra – Praça São Sebastião
  26. Gruta de Lourdes – Terminal da Rotary
  27. Antares – Praça Cond. Bela Vista
  28. Eustáquio Gomes – Praça do INOCOOP
  29. Santa Lúcia – Av. Nações Unidas

Alexandre Vieira/Ascom Sudes

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo