Uruguai derrota a Rússia por 3 a 0 e garante o 1º lugar do Grupo A na Copa

Em partida de classificados, o Uruguai interrompeu a embalada anfitriã e derrotou a Rússia por 3 a 0, com gols de Suárez, Chreryshev (contra) e Cavani. O resultado garantiu os uruguaios na primeira colocação do Grupo A, com nove pontos. A Rússia passou em segundo para as oitavas de final, com três a menos.

O Uruguai aproveitou a tabela que tinha para cumprir e testou um esquema de 3-5-2, em contraste com o tradicional 4-4-2 adotado por Óscar Tabárez. Assim, entraram Torreira, Nández e Laxalt no meio-campo, e Coates completou a linha de três defensiva com Godín e o lateral Cáceres, improvisado na zaga. Titular, Gimenez foi poupado, atesta o Extra.

Aos oito minutos, Betancur foi derrubado na entrada da área. Suárez aproveitou a proximidade do gol e cobrou de chapa, com força, e surpreendeu o goleiro Akinfeev em seu próprio lado. 1 a 0 para o Uruguai.

Quando a Rússia tentava reagir, como quando Dzyuba quase empatou em jogada de Cheryshev, o Uruguai chegou ao segundo gol. Laxalt arriscou de fora, a bola acertou na perna do improvável artilheiro russo e entrou no cantinho direito de Akinfeev, rente à trave.

A situação dos anfitriões piorou ainda mais aos 35 minutos, quando Smolnikov, que substituía o poupado lateral-direito Mário Fernandes, foi expulso ao levar o segundo cartão amarelo após falta dura em Laxalt, selando o destino russo na partida.

Satisfeito com o resultado, o Uruguai fez um segundo tempo no esquema jogo-treino. Mesmo com um a mais em campo, os sul-americanos se fecharam atrás, abandonaram o novo esquema e ficaram esperando a Rússia, mas não aproveitaram as oportunidades quando raros contra-ataques surgiram.

O que restou aos russos foi lutar até o fim para não fazer feio diante de sua torcida. Sem covardia, foram à procura do gol de honra e quase conseguiram em boa jogada de Smolov pela esquerda, bem interrompida pelo goleiro Muslera, que fez sua 100ª partida pelo Uruguai.

Apesar do tédio que dominou quase toda a etapa final, ainda deu tempo de Cavani desencantar na Copa. Aos 45 minutos, depois de rebote de Akinfeev em cabeçada de Godín gerada numa cobrança de escanteio, o atacante do PSG empurrou para o gol, fechando o placar em 3 a 0. Agora, Uruguai e Rússia aguardam os resultados do Grupo B que definirão seus adversários nas oitavas de final: Espanha, Portugal ou Irã.

25/06/2018