Unidades de saúde atendem quase 9 mil pessoas no feriadão do Réveillon

Durante o feriadão do Réveillon, as unidades de saúde mantidas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) atenderam 8.844 pessoas. Dados da Superintendência de Atenção à Saúde apontam que o maior número de atendimentos ocorreu no Hospital Geral do Estado (HGE) e nos cinco ambulatórios 24 Horas de Maceió.

Do sábado (29) até a terça-feira (1º), foram atendidas 4.212 pessoas nos ambulatórios, sendo 978 no Assis Chateaubriand, 822 no Denilma Bulhões, 644 no Dom Miguel Câmara, 1.256 no João Fireman e 512 no Noélia Lessa. Já no HGE, foram 715 atendimentos, sendo 413 a pacientes vítimas casos clínicos, seguidos de acidentes trânsitos, com 104 ocorrências.

No caso do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foram registradas 3.209 ligações durante os quatro dias do feriadão de Réveillon. Desse total, foram contabilizados 60 atendimentos externos com ambulâncias pela Central Maceió e 49 pela Central Arapiraca.

Agreste

No Hospital de Emergência do Agreste (HGE), em Arapiraca, 708 usuários foram atendimentos no mesmo período, segundo o Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI). Os casos que mais chamaram a atenção foram os 178 atendimentos a vítimas de acidentes no trânsito, sendo 170 pacientes vítimas de quedas e colisões com motos.

O hospital ainda registrou 92 atendimentos a vítimas de quedas da própria altura, três vítimas de agressão com arma branca (faca/facão) e cinco assistências a vítimas de agressão com arma de fogo. Também foram contabilizados 28 atendimentos a pessoas com corpo estranho no olho, 13 atendimentos a vítimas de picadas de escorpião e 13 assistências a vítimas de mordida de cachorro.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, os quase nove mil atendimentos registrados pela Sesau no feriadão, mostram a confiança dos alagoanos nas unidades de saúde estaduais. “São números que refletem a resolutividade e credibilidade de nossas unidades, que contam com servidores dedicados e habilitados a atuarem de forma técnica e irmanados no propósito de salvar vidas”, salientou.

Ascom – 02/01/2019

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *