TURISMO: Prefeitura lança Protocolo Experimente Maceió

A Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), apresentou ao trade turístico, nesta quinta-feira (16), o documento oficial do Protocolo Experimente Maceió – um manual de boas práticas do destino que serão aplicadas a diversos segmentos da atividade turística. O material consolida a ampliação da retomada gradual do setor na capital e é fruto de uma série de reuniões segmentadas entre entidades representativas e órgãos da administração pública municipal focadas na adequação de serviços às medidas de segurança sanitária.

Alinhado aos protocolos dos governos estadual e federal, e seguindo orientações do Selo Turismo Responsável, criado pelo Ministério do Turismo (Mtur), o protocolo elaborado pela Semtel tem como propósito nortear previamente a reabertura do setor com planejamentos específicos para o funcionamento das principais atividades turísticas, além de atrativos como a orla marítima, a partir da reabertura dos serviços. Iniciado pelo Conselho Municipal de Turismo (MTur) em junho, o processo de elaboração do plano contou com a opinião e análise de operadores, empresários, técnicos e administradores de cada segmento. O documento completo está disponível para acesso na plataforma Maceió Até Você (link).

Com o avanço de Maceió para a Fase Amarela, na próxima segunda-feira (20), a capital segue na flexibilização do isolamento social com a reabertura controlada da orla e de alguns setores econômicos, incluindo segmentos turísticos. Somado a fatores como a retomada gradual da rede hoteleira e o início da recuperação da malha aérea, que deve crescer 35% ao longo deste mês, o cenário aponta para um retorno, ainda que pouco significativo, do fluxo de turistas e a necessidade de antecipar a estruturação do setor para a qualificação do destino frente à nova realidade.

“O protocolo da Prefeitura de Maceió, que engloba diretrizes estaduais e federais, foi construído com entidades representativas do turismo na capital, que aderiram às medidas de segurança propostas e já começaram a internalizar as recomendações. A grande novidade do documento são as determinações quanto ao ordenamento turístico na orla, relativo à atuação dos permissionários, ambulantes e prestadores de serviços, além do uso dos espaços pelos frequentadores e ocupação dos estacionamentos. São medidas de segurança que deverão entrar em vigor com o avanço da flexibilização nas próximas fases da retomada, antecipadas pela administração pública municipal neste protocolo para fins de planejamento”, destacou o secretário municipal de Turismo, Esporte e Lazer, Jair Galvão, que esteve à frente da elaboração do documento.

Além da orla marítima, o Protocolo Experimente Maceió contempla os segmentos de bares e restaurantes, meios de hospedagem, organizadoras e centros de eventos, aeroporto, terminal rodoviário, transportadoras turísticas e guias de turismo. Ainda que operem também sob protocolos próprios e medidas orientadas por entidades nacionais, os setores compartilham normas complementares às recomendações da Prefeitura e, por isso, foram incorporadas ao documento. As orientações contidas no plano, entretanto, devem acompanhar a evolução dos cenários ao longo do tempo, podendo sofrer alterações ou contemplar outros segmentos.

Destino qualificado

Ainda de acordo com o titular da Semtel, a disponibilização do documento para operadoras de turismo, agências de viagem e demais parceiros comerciais do destino deve impactar diretamente na recuperação do turismo local. “Com o protocolo, podemos acenar para uma retomada do turismo de forma responsável, com maior planejamento e preparação. O documento eleva a competitividade do destino no mercado nacional e conquista a confiança dos parceiros comerciais e dos turistas, que se sentirão seguros em viajar para Maceió em breve. O setor turístico é um dos mais importantes da nossa economia e um dos afetados pela pandemia, por isso precisamos pensar adiante e planejar o futuro, para garantir emprego e renda para as milhares de famílias que sobrevivem dessa cadeia produtiva na capital”, enfatizou o gestor.

Segundo a diretora executiva do Maceió Convention & Visitors Bureau (MC&VB), Danielle Novis, a união dos esforços para a qualificação do destino é fundamental para a retomada do setor turístico. “A gente percebe uma preocupação e muito profissionalismo da gestão municipal no trato dessas questões sanitárias que envolvem o retorno das atividades e isso é muito importante para a articulação de todos os segmentos. Acreditamos que a união do setor público à iniciativa privada é determinante para que Maceió esteja pronta para receber nossos turistas novamente”, pontuou.

Além da Semtel participaram da elaboração do protocolo a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), Vigilância Sanitária de Maceió (VISA) e Gabinete de Governança (GGOV).

Já entre as entidades do setor privado, as contribuições vieram, além do MC&VB, da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Alagoas (ABIH-AL), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Alagoas (Abrasel), Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação de Alagoas (Sindhal), Sindicato dos Guias de Turismo do Estado de Alagoas (Singtur-Al), além da participação de representantes da Federação Nacional dos Guias de Turismo (Fenagtur) e Associação Brasileira de Agentes de Viagens (ABAV).




Botão Voltar ao topo
Fechar