Tiroteio interrompe live de grupo de pagode em Angra dos Reis

Um tiroteio na tarde desse domingo (26) interrompeu a gravação ao vivo da apresentação do grupo de pagode Aglomerou em uma casa em Angra dos Reis, na costa verde fluminense. Os músicos pararam a live quando policiais entraram no imóvel e foram ouvidos tiros. A residência que era alvo dos policiais era vizinha à de onde era feita a gravação.

Segundo a Polícia Civil, agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), realizaram a ação referente a uma investigação da especializada. Os policiais checavam informação de uma casa onde estaria sendo feita uma festa desde sábado (25) com criminosos foragidos da Justiça.

“Com a aproximação dos agentes, alguns criminosos correram em direção a um mangue e efetuaram disparos em direção aos policiais, que ainda tentaram localizá-los, sem sucesso”, informa a nota.

Segundo a polícia, todas as pessoas que estavam na festa foram autuadas por descumprimento de medida sanitária preventiva, com base no artigo 268 do Código Penal. “No local, os agentes encontraram frascos de lança-perfume e indícios de consumo de drogas. Algumas pessoas que estavam na festa também possuíam anotações criminais por diversos crimes como tráfico de drogas, roubo e associação criminosa, mas sem mandados pendentes”>

De acordo com a polícia, “para evitar que alguém pudesse ser ferido durante uma possível fuga dos criminosos, os agentes entraram simultaneamente na casa ao lado onde estava sendo realizada a diligência” e a live do grupo musical foi interrompida.

Em uma rede social, os integrantes do grupo de pagode postaram um vídeo relatando que todos estavam bem após o episódio e que iriam remarcar a gravação da apresentação musical.




Botão Voltar ao topo