Site da Justiça Eleitoral não descontará dados móveis na eleição

As operadoras de telefonia móvel e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciaram nesta terça-feira (29) uma parceria para permitir acesso ao site da Justiça Eleitoral sem descontar dados do pacote de internet dos usuários. A iniciativa será válida durante o período das eleições, até 29 de novembro, quando acontece o segundo turno.

De acordo com o TSE, a novidade, que já está em vigor desde o último domingo (27), vai beneficiar os clientes da Vivo, Claro, TIM, Oi e Algar Telecom de todo o Brasil, que poderão buscar informações sobre o pleito em fonte oficial e de forma gratuita pelo celular.

O objetivo do acordo, segundo o órgão, é estimular os eleitores a acessarem conteúdos a respeito do processo eleitoral, informações sobre as autoridades responsáveis pela eleição e as instituições em um mesmo canal. Dessa forma, o TSE acredita ser possível reduzir a disseminação de fake news eleitorais.

“Essa parceria vai permitir que a população brasileira acesse gratuitamente o site da Justiça Eleitoral e obtenha informações verídicas, de fonte genuína, que nos permitam enfrentar essa epidemia de notícias falsas”, comentou o ministro e presidente do TSE, Luís Roberto Barroso.

Serviços que poderão ser acessados gratuitamente

Com a parceria, os clientes das operadoras já podem usar o smartphone para acessar o site da Justiça Eleitoral sem descontar dados móveis da sua franquia. A gratuidade vale para todos os subdomínios do site, que oferece uma série de serviços. É possível, por exemplo, conferir informações sobre título de eleitor, como prazos para tirar, transferir e solicitar segunda via, consultar local de votação e documentos aceitos para votar, checar se uma notícia é falsa e muito mais.

Como as eleições ocorrerão em plena pandemia, o site também oferece dicas e cuidados de saúde para votar com segurança e permite esclarecer diversas dúvidas.




Botão Voltar ao topo