Sistema vai alertar municípios alagoanos sobre riscos de enchentes do Mundaú

Foto: Divulgação

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) iniciou no último sábado (10) a operação do Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Mundaú no período chuvoso de 2021. O sistema vai alertar os municípios alagoanos de União dos Palmares e Murici quanto ao risco de ocorrência de enchentes. A operação, em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA), a Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH-AL) e a Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC-PE), vai até o dia 16 de agosto.

O sistema de alerta hidrológico, lançado em dezembro de 2017, acompanha aproximadamente oito pontos instalados na Bacia do rio Mundaú durante todo o período chuvoso na região. O monitoramento consiste na coleta de dados, armazenamento e atualização dos dados coletados, análise, elaboração da previsão hidrológica e transmissão das informações. O SGB-CPRM irá transmitir semanalmente para a SEMARH-AL, por meio da Sala de Alerta, Defesa Civil e prefeituras dos municípios da bacia do Mundaú um boletim contendo os níveis dos rios nas estações fluviométricas. Também serão informadas a cota de alerta e de inundação de algumas estações da bacia, além da previsão de cotas e boletins extraordinários, assim que o sistema atingir a cota de alerta nas estações de monitoramento. As informações podem ser acessadas no site do Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do rio Mundaú (https://www.cprm.gov.br/sace/index_bacias_monitoradas.php#)

A cota de alerta significa que foi atingido o nível do rio no qual a frequência de obtenção dos dados deve ser maior, pois o risco de acontecer uma enchente é grande. Neste caso, o monitoramento passa a ser mais intenso, e a orientação é que o próprio município passe a observar os níveis nas réguas localizadas nas estações fluviométricas. Já a cota de inundação significa que o ponto mais baixo da cidade começa a ser inundado.

Quando atingidas as cotas de alerta, os órgãos competentes serão avisados sobre a situação e passarão a receber boletins com maior frequência, contendo a previsão se a cota de inundação será ou não ultrapassada. O município de União dos Palmares deve acompanhar a evolução do nível do rio na estação de União dos Palmares, e a cidade de Murici fica responsável pelo monitoramento do nível do rio na estação de Murici Ponte.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!