Sismógrafos começam a ser instalados para monitorar afundamento dos bairros

A instalação de seis novos sismógrafos para monitorar o afundamento do solo nos bairros de Pinheiro, Bebedouro, Mutange, Bom Parto e parte do Farol foi iniciada na manhã desta quinta-feira (4), em Maceió.

A Braskem está sendo obrigada a instalar esses equipamento pelo Termo de Cooperação Técnica 2, firmado em dezembro de 2019, após o Serviço Geológico do Brasil apontar a mineradora como causadora dos danos ao município devido a extração de sal-gema da região.

A instalação começou na região do antigo Jardim das Acácias, próximo ao Supermercado Pilar, numa área onde ficavam seis prédios residenciais, cada um com 16 apartamentos, que foi demolido devido aos danos estruturais e ao risco de desabamento.

Outros cinco equipamentos semelhantes serão instalados em outros locais da área crítica; são eles: um terreno ao lado do Hospital Sanatório; o estacionamento da Igreja Batista; o estacionamento da Ford Cycosa; a lateral do campo de futebol do Cepa; e o último na região da Avenida Major Cícero de Góes Monteiro (área da Braskem no Mutange).

Esses novos equipamento serão instalados a 200 metros de profundidade, diferente dos outros dez sismógrafos já instalados na superfície dos bairros. Eles serão integrados a rede de monitoramento da Defesa Civil e irão fornecer dados em tempo real para o órgão. A instalação do último equipamento, na região do Mutange, só deverá ser concluída em abril.

A instalação dos equipamentos deve ocorrer das 8h às 18h, devido a possibilidade da emissão de ruídos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!