Sempma realiza fiscalização em três supermercados da capital

DSC_0666-1-768x512
Agentes de fiscalização da Sempma constaram lançamento irregular de efluentes. Foto: Ascom Sempma

Agentes de fiscalização da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio ao Ambiente (Sempma) e o titular da Secretaria, Antonio Moura, vistoriaram, nesta segunda-feira (23), três supermercados para verificar se estavam em conformidade ao Código Municipal de Meio Ambiente de lei 4.548/96, com autorizações para funcionamento, além de verificar crimes ambientais.

No Jacintinho, dois desses estabelecimentos foram notificados e autuados, Ponto Certo e Cesta de Alimentos, e no Farol, o Palato, estavam lançando efluentes irregularmente. “As fiscalizações são necessárias para garantir que possamos evitar degradações ao meio ambiente, fazer com que elas não aconteçam e que não prejudiquem as galerias de águas pluviais com contaminação de efluentes lançados irregularmente”, disse o titular da Sempma, Antonio Moura.

Os três estabelecimentos foram autuados, mas têm direito à apresentação de defesa prévia. Foto: Ascom Sempma
Os três estabelecimentos foram autuados, mas têm direito à apresentação de defesa prévia. Foto: Ascom Sempma

O supermercado Ponto Certo também estava com falta de documentação e também autuado por lançamento de efluente (chorume) que escoava na linha de água pluvial. No Cesta de Alimentos, as equipes constataram o escoamento de efluente na linha d’água que leva à galeria de águas pluviais e também com resíduos sólidos acondicionados fora dos padrões para recolhimento apropriado – a tubulação foi tamponada com mistura de cimento. O Palato, além do lançamento de efluentes, armazenava lixo orgânico em contêineres abertos, o que acabou atraindo várias moscas. Todos os estabelecimentos têm direito à defesa a ser apresentada na Sempma.

Tubulação foi tamponada para evitar lançamento irregular de efluente. Foto: Ascom Sempma
Tubulação foi tamponada para evitar lançamento irregular de efluente. Foto: Ascom Sempma

“As equipes de fiscalização estão atentas e monitoram todas as partes de Maceió para identificar causadores de crimes ambientais e responsabilizá-los por descumprimento à legislação sem que seja feita distinção de qualquer ordem”, pontuou Moura.

As denúncias podem ser feitas das 8h às 14h pelos telefones 3315-4735 e 3315-4736. Para denúncias envolvendo esgoto, o número da operação de esgoto clandestino é o 98752-2044.

Ascom Sempma

Artigos relacionados