SEM MILHO ASSADO! Fiscalização para coibir fogueiras e fogos no período junino segue em Maceió

Objetivo é prevenir acidentes e a exposição ao contágio da Covid-19

A necessidade de respeitar as recomendações sanitárias para o enfrentamento da pandemia mundial do novo coronavírus também trouxe restrições na forma de festejar as tradições juninas. As principais dizem respeito à proibição da venda e uso de fogos de artifício e da queima de fogueiras na cidade.

A exemplo dos dias 11, 12 e 13, durante a tarde e a noite dos dias 23, 24, 28 e 29 de junho, equipes da força-tarefa integrada de fiscalização vão percorrer as ruas da capital alagoana. O objetivo é fazer cumprir o decreto municipal  nº 8.883, que estabelece as medidas adicionais para o período.

Estão proibidas a comercialização e a queima de fogos de artifício, bem como fogueiras em locais, em espaços públicos ou privados. Além disso, também não podem ser realizados eventos nem as tradicionais aglomerações dos festejos juninos. Estão suspensos os alvarás concedidos antes da publicação do Decreto, inclusive para barracas de vendas de fogos de artifício. Caso haja desobediência, a fogueira será apagada e o material recolhido. Os estabelecimentos poderão ser lacrados ou desmontados. Quem insistir, corre o risco de ser multado e até mesmo conduzido a uma delegacia por desobediência.

“Essa ação conjunta é necessária já que a fumaça da queima das fogueiras pode agravar a saúde de pacientes com problemas respiratórios e acidentes com fogos ampliando a procura por atendimentos nas unidades de saúde e expondo mais gente ao contágio da Covid-19. Por isso, é importante a colaboração das pessoas. Assim, poderemos vencer essa batalha”, incentiva o secretário municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social, Enio Bolivar.

A força-tarefa integrada especial é composta pela Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social – com a Guarda Municipal e a Fiscalização de Posturas; Secretaria Municipal de Saúde – com a Vigilância Sanitária; e Polícia Militar. Vão se unir à ação, o Procon Maceió, o Corpo de Bombeiros e a Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes).

As denúncias podem ser feitas pelos telefones 3312-5277 (disque-denúncia da Semscs, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h), 181 (Secretaria de Segurança Pública) e 190 (Polícia Militar).


Botão Voltar ao topo
Fechar