Segurança Pública recomeça operações nos postos de combustíveis

No início da madrugada deste domingo (5), policiais do Batalhão de Eventos (BPE), e do Batalhão de Trânsito (BPTran), fizeram uma operação em um posto de combustíveis, na entrada do Conjunto José Tenório, com intuito de coibir os sons automotivos abusivos. Três veículos foram apreendidos.
A Secretaria de Segurança Pública está reiniciando o combate acirrado a perturbação do sossego alheio. O secretário da pasta, em exercício, Manoel Acácio Júnior, é categórico.
“O combate à perturbação do sossego vai continuar, sendo realizadas operações integradas em locais onde sejam orquestradas essas práticas ilícitas”, ressalta o secretário Acácio.
Segundo os comandantes dos respectivos batalhões, major Rocha Lima e major Felipe Lins, não haverá mesmo trégua.
No José Tenório, um Golf amarelo, um Jeta e um Palio foram recambiados, sendo o último para o Detran e o Golf para a Central de Flagrantes I.
“O Jeta foi apreendido porque o dono o abandonou na hora da botada, mas depois apareceu e liberamos”, explica Rocha Lima.
Já o Palio, segundo ele, estava fora do licenciamento, em mal estado de conservação e proprietário embriagado.
“Não há a menor possibilidade de permitirmos uma poluição ambiental como a do som abusivo, que prejudica sobremaneira a sociedade. Vamos continuar a combater esse mal”, afirma major Felipe.
No Posto Texaco, relata Rocha Lima, as ligações para manter “as pancadas” são feitas em tomadas disponibilizadas pelo estabelecimento.
“Ou seja, o dono do posto é conivente com todo o barulho e desrespeito. Porque os proprietários dos carros usam a energia do local para garantir os sons abusivos, senão as baterias não aguentavam”.
Os paredões estarão, novamente, na mira da polícia. Esse é o recado da SSP e também dos comandantes das duas unidades operacionais que recomeçaram o combate neste domingo.
Ascom – 06/11/2017