Renegociação de dívidas: Com apoio de Rodrigo Cunha, Maceió realiza o primeiro Mutirão do Nome Limpo

A partir da próxima segunda-feira (2) no calçadão da rua do Comércio, em Maceió, um mutirão vai possibilitar que os maceioenses com dívidas e com nomes negativados em organismos de proteção de crédito como o SPC e a Serasa possam renegociar seus débitos, sair da inadimplência e “limpar” seus nomes com condições especiais e facilitadas. A iniciativa, chamada de Mutirão do Nome Limpo, vai acontecer até a sexta-feira (6) na capital alagoana e está sendo realizada com o apoio do senador Rodrigo Cunha (PSDB).

Rodrigo Cunha foi o relator no Senado Federal da chamada Lei do Nome Limpo, sendo também o articulador da aprovação da matéria no Congresso. Mais de 62 milhões de pessoas estão em situação de inadimplência – sem conseguir pagar suas dívidas – , o que representa cerca de 57% da população adulta do Brasil. A expectativa é que devedores e credores saiam do mutirão com acordos firmados, parcelas previamente acordadas para pagamentos mensais – sem “estrangular” as finanças de quem deve – e com a retirada dos nomes destes cidadãos dos cadastros de organismos como o SPC e a Serasa, por exemplo.

“Este é o primeiro de uma série de Mutirões do Nome Limpo que vamos realizar em várias regiões do estado. Neste primeiro, na capital, a meta é ajudar os alagoanos e alagoanas que estão endividados, precisam ‘limpar’ seus nomes e voltar a ter crédito na praça, mas encontram dificuldades. Com a Lei do Nome Limpo, as dívidas destas pessoas poderão ser negociadas dentro da possibilidade de pagamento dos devedores e de seus orçamentos domésticos. É uma grande oportunidade e queremos atender o máximo de maceioenses que precisem deste apoio”, destacou Rodrigo Cunha.

O evento vai acontecer durante toda a semana, das 9h às 15h, sendo promovido pelo Procon de Maceió. No calçadão do Comércio, representantes de empresas como bancos, administradoras de cartão de crédito, lojas e de empresas como a Equatorial vão atender a população negociando suas dívidas com abatimento de juros, multas e condições diferenciadas de pagamento, como asseguradas pela Lei do Nome Limpo. Para participar, basta o cidadão se apresentar no mutirão com seus documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de residência) e com dados sobre seus débitos (cartões de crédito e faturas, carnês ou boletos vencidos).

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo