Recomeço – Por Wellington Santos

Depois de quase dois anos inteiramente afastado do círculo esportivo no que concerne ao jornalismo esportivo – área em que desenvolvi um trabalho por mais de 10 anos em alguns veículos de comunicação em Alagoas  –  eis que retorno após convite do amigo Vitor Cansanção para integrar o ‘time’ do Repórter Maceió.

Minha missão aqui é abrir espaço para todas as modalidades que tenham alguma relevância esportiva no Estado, mas, claro, com prioridade para o esporte mais popular do planeta e, por tabela, também em Alagoas: o futebol.

A partir de hoje, estamos abertos para ouvir, apurar, e noticiar algo que seja de interesse público na área, com muito profissionalismo, respeito às fontes de informação, espírito jornalístico na rigorosa apuração dos fatos, sempre em busca da verdade, principalmente quando a informação contrariar interesses – o que invariavelmente ocorre para quem decidiu ter o jornalismo como profissão.

Portanto, sem muitas delongas, damos aqui o pontapé inicial deste espaço.

Sejam todos bem-vindos!    

19/06/2017

Wellington Santos

Wellington Santos milita no jornalismo desde 1994, quando iniciou a carreira como revisor do extinto O JORNAL. Daí formou-se na área pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e teve passagens como repórter e editor em jornais como Gazeta de Alagoas (por duas vezes), A Notícia e Primeira Edição. Atualmente atua como repórter no Jornal Tribuna Independente e exerce ainda a função de assessor de Comunicação desde 2003 no Governo do Estado. Como repórter esportivo, foi correspondente e colaborou para o Portal nacional Lance! e rádios do eixo Sul/Sudeste, além de colaborar para o Canal Esporte Interativo. Como reconhecimento ao trabalho desenvolvido, foi premiado duas vezes como repórter esportivo no Prêmio Braskem de Jornalismo em 2013/2014, e em 2016 com a melhor matéria no Jornalismo Impresso na editoria Saúde. Em 2012, foi à final do Prêmio Nacional Abdias Nascimento, realizado no Rio de Janeiro, com reportagem sobre os 100 anos do Quebra de Xangô em Alagoas.

Artigos relacionados