PRF registra quatro crimes distintos na BR-101 em São Miguel dos Campos

A Polícia Rodoviárias Federal (PRF) em Alagoas registrou quatro ocorrências nesta segunda-feira (25), na BR 101, em São Miguel dos Campos. Entre os crimes estão: dirigir sem habilitação, uso de documento falso, adulteração de nota fiscal e transportar mercadoria nacional sem nota fiscal.

A primeira ocorrência se deu por volta das 15 horas quando a equipe realizava uma ronda no km 135. Durante a fiscalização, foi dada ordem de parada a uma motocicleta Honda/CG. O condutor fez menção em parar, mas logo em seguida fugiu.

Os policiais então realizaram o acompanhamento, entretanto, o motociclista dirigia de forma brusca, forçando passagem por entre os outros veículos e subindo nas calçadas, conduzindo sempre em alta velocidade.

Nas proximidades do centro da cidade, ele perdeu o controle da motocicleta e caiu. Após conseguir abordar o homem informou que não possuía a devida permissão para dirigir, motivo pelo qual tentou fugir da fiscalização.

Diante dos fatos, o condutor foi encaminhado à Delegacia Regional da Polícia Civil de São Miguel dos Campos, para providências cabíveis. A motocicleta foi removida para o pátio da PRF em Pilar. O homem irá responder por dirigir veículo automotor, em via pública, sem habilitação, gerando perigo de dano.

A outra ocorrência aconteceu por volta das 19 horas, no km 139. Durante fiscalização no trecho da rodovia, os policiais abordaram um caminhão VW/24280, de cor branca. O motorista apresentou os documentos solicitados pela equipe.

Após consultas aos sistemas, os agentes constataram que a carteira de habilitação do condutor tinha vencido em 2015, porém, ele apresentou um documento com sinais de adulteração cujo vencimento seria em 2020. Diante das informações, o homem foi preso e encaminhado à Polícia Federal em Maceió. Ele responderá por uso de documento falso.

Outro caminhão foi abordado no km 138. Desta vez, os policiais fiscalizaram um veículo Ford/Cargo, de cor prata. Os agentes conferiram a documentação pessoal e do veículo. Quando, porém, solicitaram o documento fiscal da mercadoria transportada, foi constatado divergência entre o destino identificado na nota e o destino real.

No documento constava que a carga de tijolos saía de Siriri/SE com destino ao município de Palmares/PE. No entanto, o motorista confessou que a mercadoria seria levada para uma empresa no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió.

Desta forma, o veículo e a carga foram retidos. A Secretaria da Fazenda foi acionada para aplicação das medidas cabíveis. O condutor afirmou que sabia da prática criminosa. Ele responderá por fraudar documento fiscal.

A última ocorrência registrada ontem também foi no km 138. Os policiais abordaram um caminhão Mercedes Benz, de cor azul, que transportava tijolos. Durante averiguação da documentação pessoal, veicular e da carga, o condutor informou que a mercadoria não possuía nota fiscal.

Diante da não apresentação do documento foi constatada a ocorrência de transportar mercadoria nacional sem nota fiscal. O veículo então foi retido para regularização.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!