PRF prende dois condutores, na BR – 101

Dois condutores foram detidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na última sexta-feira (20), pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e dirigir sem habilitação. Os flagrantes ocorreram durante a Operação Duas Rodas, realizada nesse fim de semana, que intensifica a fiscalização em motocicletas e ciclomotores a fim de reduzir o número de acidentes graves e combater a criminalidade.

A primeira ocorrência se foi no município de Campo Alegre. Policiais rodoviários federais, ao realizar abordagem à motocicleta Honda Pop de cor vermelha, notaram que o condutor apresentava-se bastante nervoso. Desconfiados, os PRFs decidiram realizar uma revista e onde encontraram 08 munições de calibre 12 e uma sacola com uma espingarda do mesmo calibre, desarmada. Questionado sobre a origem da arma, ele alegou que a portava para defesa pessoal. Diante dos fatos os policiais o conduziram à Delegacia de Polícia Civil de São Miguel dos Campos para procedimentos cabíveis.

No mesmo dia, outra equipe realizava fiscalizações em uma área urbana do município de Teotônio Vilela, quando avistaram uma motocicleta – com dois ocupantes – que fez o retorno ao se deparar com a viatura. Prontamente, os agentes iniciaram acompanhamento e deram ordem de parada, a qual foi desobedecida pelo condutor que dirigia o veículo em alta velocidade, realizando manobras perigosas enquanto tentava jogar a moto em direção aos policiais, e invadindo também a ciclovia, quase atropelando os alunos que passavam pelo local. Após alguns minutos de acompanhamento, o homem perdeu o controle e caiu.

Abordados pelos PRFs, o condutor e a passageira apresentavam apenas alguns arranhões devido à queda, e falaram não precisar de cuidados médicos. Os agentes realizaram então a consulta aos documentos pessoais dos envolvidos e do veículo, no qual constatou-se que o homem não portava Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Questionado quanto à forma de conduzir e sobre os riscos que estava causando não apenas aos demais pedestres, mas a si mesmo e sua passageira, o mesmo alegou estar com medo de perder a moto que pertencia ao pai. Ante evidências, os policiais o conduziram à Delegacia de Polícia Civil de São Miguel dos Campos.