PRF detém homem por crime de trânsito e recupera moto roubada em situações distintas na BR 101

Policiais Rodoviários Federais recuperaram, na tarde de ontem (20), uma motocicleta roubada, quando procuravam o proprietário de uma moto entregue a um menor que dirigia sem habilitação. Os flagrantes ocorreram no km 138 da BR 101, município de São Miguel dos Campos/AL.

A primeira ocorrência se deu por volta 14h45, quando a equipe de policiais realizava ronda no trecho e flagrou uma motocicleta Honda/Pop 100, de cor branca e placa de São Miguel dos Campos, cometendo uma série de infrações de trânsito, entre as quais: conduzir veículo transportando passageiro sem capacete e realizar conversão proibida quase ocasionando uma colisão com um veículo de carga.

Após essas constatações, foi realizada abordagem ao veículo, vindo a ser identificado como condutor um menor o qual não possui carteira nacional de habilitação (CNH).

Ao ser perguntado, o rapaz informou que trabalhava como ajudante em um Lava Jato da região e que o proprietário a entregou para ir em sua casa. Quando os policiais foram ao local, o homem confirmou que entregou a moto ao menor, mesmo sabendo que ele não possuía CNH.

Diante das informações, foi dada voz de prisão ao homem, substituído o flagrante pelo Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), sendo o mesmo liberado após assinar o termo de compromisso de comparecimento ao Juizado Especial Criminal. Ele vai responder pelo crime de entregar veículo automotor a pessoa não habilitada (art. 310 do CTB).

Em ato contínuo, quando os policiais estavam no estabelecimento para que o proprietário informasse sobre a entrega da moto ao menor, eles avistaram uma motocicleta HONDA/CG, de cor cinza, placa de Arapiraca/AL, que chamou a atenção pelo fato dela encontrar-se com o lacre da placa traseira rompido, razão pela qual eles decidiram realizar os procedimentos de identificação veicular.

Após análise, foi constatado que o número do chassi gravado no veículo corresponde ao verdadeiro, mas o número do motor era de outra motocicleta, a qual possuía ocorrência de roubo/furto registrada.

Ao ser questionado da procedência do veículo, o proprietário do estabelecimento respondeu que pertence a uma outra pessoa, ainda mencionou que o indivíduo deixou a motocicleta no Lava Jato no dia 19/09/2020 e até o presente momento não havia retornado.

Revelou também que era normal clientes deixarem veículos para serem lavados e voltarem para buscar no dia seguinte ou em outro dia.

Diante dos fatos, a moto foi apreendida e levada para a Delegacia de São Miguel dos Campos, junto com o proprietário do estabelecimento, como testemunha, para esclarecimentos do fato.




Botão Voltar ao topo