Prefeito discute em Brasília plano de ações para região do Pinheiro


O prefeito Rui Palmeira está reunido, em Brasília, com o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, para discutir um plano integrado de ações para os bairros Pinheiro, Mutange e Bebedouro. Técnicos da Defesa Civil Nacional e Municipal também participam da reunião.

“Mais uma reunião aqui em Brasília para tratar da questão dos bairros afetados. A situação é extremamente complexa, mas viemos pensando em soluções para esse problema. Solicitamos o apoio dos órgãos federais para a habitação da população que está na barreira do Mutange. São cerca de 1.300 famílias que moram naquele local. Fizemos algumas sugestões e viemos solicitar apoio nesse sentido. Também solicitamos novos lotes de auxílio-moradia e pedimos algo que é muito importante: que o governo federal disponha de um estudo para uma solução de engenharia para o bairro do Pinheiro para levar de volta a segurança para os moradores da região”, enfatizou.

“Agora é aguardar as ações do Ministério. Sabemos que algumas questões são urgentes e esperamos que sejam respondidas com a devida celeridade. Outra questão que viemos cobrar em Brasília é a de que seja divulgado, o mais rápido possível, o novo Mapa de Risco. Ele será debatido entre a CPRM e a Defesa Civil Nacional, indicando qual a nova área de risco para a região do Bebedouro, Mutange e Pinheiro”, complementou o prefeito Rui Palmeira.

O secretário-adjunto especial de Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos, também participou da reunião. “A junção dos mapas de feição, da interferometria e das encostas das áreas de risco será discutida pela Defesa Civil Nacional e a CPRM. Eles vão apontar qual a população que fica e a que deve sair de imediato. Esperamos que o mapa de risco saia até o final da semana. Estamos aguardando para trabalhar, efetivamente, no plano de ação”, explicou Dinário.

CPRM

A Defesa Civil de Maceió informa ainda que o documento cartográfico divulgado nesta quarta-feira pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) representa, como informado pelo órgão federal na audiência pública do último dia 8, a síntese das informações técnicas obtidas pelos estudos realizados na região dos bairros afetados. O documento é o principal subsídio para o plano estratégico de ações direcionadas à população dos bairros afetados que está sendo elaborado pela Defesa Civil Nacional e Municipal.

O mapa divulgado oferece as informações técnicas que nortearão a matriz de responsabilidades e atribuições a ser definida pelos governos federal, estadual e municipal para a assistência e as respostas à população desses bairros.