Polícia Federal cumpre mandados em investigação sobre suposto caixa 2 de Serra

Na manhã desta terça-feira (21), a Polícia Federal deflagrou uma operação que investiga suposto caixa 2 na campanha de José Serra (PSDB) ao Senado em 2014.

Denominada Paralelo 23, a operação é uma nova fase da Lava Jato que apura crimes eleitorais e é feita em conjunto com o Ministério Público Eleitoral (MPE). Serra é um dos alvos de mandado de busca e apreensão da operação, que foram cumpridos no gabinete dele no Senado, no apartamento funcional em Brasília e em dois imóveis em São Paulo.

De acordo com as informações, as investigações apontam que Serra recebeu R$ 5 milhões em doações não contabilizadas feitas a mando do empresário José Serpieri Júnior, alvo de mandado de prisão.

O empresário José Seripieri Júnior é fundador e ex-presidente da Qualicorp, grupo que comercializa e administra planos de saúde coletivos. As investigações apontam que as doações não contabilizadas a Serra a mando de Seripieri foram feitas em duas parcelas no valor de R$ 1 milhão e um de R$ 3 milhões.

Quatro mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão são cumpridos em São Paulo, Brasília, Itatiba e Itu. O juiz da 1ª Zona Eleitoral também determinou o bloqueio judicial de contas bancárias dos investigados.




Botão Voltar ao topo
Fechar