Polícia Civil encerra buscas a agropecuarista em barragem de Quipapá

As equipes das Polícias Civis e dos Corpos de Bombeiros de Alagoas e Pernambuco encerraram no início da noite desta quarta-feira (13) as buscas pelo agropecuarista Cristóvão Rodrigues da Silva, de 61 anos, na barragem Pau Ferro, no distrito de Vila Nova, no município de Quipapá, em Pernambuco.

O trabalho foi iniciado na terça-feira (12), depois da informação de uma testemunha que disse ter visto o carro do agropecuário – uma Ford Ranger, preta – na região próxima à barragem. As buscas, no entanto, não conseguiram localizar o veículo ou o corpo do desaparecido.

Cristóvão Rodrigues desapareceu em 3 de agosto deste ano, tendo sido visto pela última vez em sua fazenda no município de Murici, em Alagoas. Desde então, a Polícia Civil vem realizando trabalho de investigação diuturnamente, para esclarecer o caso.

As buscas mobilizaram cerca de 30 policiais civis de Alagoas, além de mergulhadores dos bombeiros de Alagoas e Pernambuco, do Exército e profissionais civis, com experiência em mergulhos subaquáticos. Uma lanha equipada com sonar foi usada no trabalho.

Os delegados Carlos Reis e Guilherme Iusten, de Alagoas, coordenaram a operação, realizada nos seis quilômetros de barragem em trechos com profundidade a partir de quatro metros.

Segundo Carlos Reis, o trabalho foi feito de forma minuciosa. “Para se ter ideia, o imã de um sonar usado nas buscas ao veículo, chegou a capturar uma moeda de 5 centavos. Isto demonstra que, se o carro estivesse submerso na barragem, nós o teríamos encontrado”.

A ação contou com o apoio do delegado titular da cidade de Quipapá, João Bosco, e dos oficiais do CB de Alagoas e Pernambuco, tenente Pérsia e coronel Robson, respectivamente, que coordenam as equipes de mergulho.

Também participam dos trabalhos agentes da Gerência de Polícia Judiciária da Região 2 (GPJ 2), da Asfixia e Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic).

O delegado Carlos Reis informou que todas as informações sobre possíveis paradeiros do agropecuarista foram checadas, e, apesar da ação em Quipapá não ter obtido sucesso, as investigações para localizá-lo vão continuar.

Ascom – 14/12/2017

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *