Paim espera que justiça condene responsáveis por incêndio na boate Kiss

Nesta quarta-feira (1º), começou o julgamento dos 4 acusados pelo incêndio na boate Kiss, que provocou a morte de 242 pessoas e deixou outras 680 feridas. E em pronunciamento, o senador Paulo Paim (PT-RS) manifestou sua esperança de que, quase nove anos depois do ocorrido, a justiça prevaleça e os responsáveis pela tragédia na casa noturna, localizada na cidade gaúcha de Santa Maria, sejam punidos.

— Fica aqui a nossa solidariedade aos familiares, aos amigos e aos colegas desses jovens, meninos e meninas que partiram tão cedo, devido à irresponsabilidade daqueles que tinham a obrigação de fazer a prevenção e zelar pela segurança do local e das vidas que ali se encontravam, disse.

Paim lembrou que a tragédia da boate Kiss é considerada a segunda maior do Brasil em número de vítimas em um incêndio e o terceiro maior desastre em casas noturnas no mundo.

— Muitos desses jovens, na maioria estudantes, cursando a universidade, hoje estariam formados, vivendo os seus dias, suas vidas, com seus filhos e pais, afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo