OUVINDO A POPULAÇÃO! Gestão da Semscs realiza visita técnica no Centro da cidade

Denúncias de cidadãos e pedidos de comerciantes, motivaram a gestão à planejar o ordenamento do Calçadão do Comércio

Após receber pedidos de moradores, o secretário Thiago Prado, junto com a equipe de Convívio Social da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), e a Guarda Municipal, realizou uma visita técnica ao calçadão do comércio, nessa quinta-feira (25). A visita contou com a presença de representantes da Aliança Comercial e teve como objetivo detectar os problemas existentes e apontar possíveis soluções.

Já na manhã desta sexta-feira (26), as equipes da Semscs iniciaram um planejamento de estudos para verificar quais são as soluções que podem ser realizadas. A idéia é preparar o plano de ação para que posteriormente possa ser realizada a etapa de execução, quando será iniciado um ordenamento do Centro da cidade, atendendo a um anseio popular.

De acordo com Thiago, os pedidos para a realização do ordenamento partem tanto de populares como dos próprios comerciantes. Eles diz ainda que as ações devem beneficiar a todos. “Nós estamos recebendo diversas demandas, tanto da Aliança Comercial como de diversos populares, que estão acionando o sistema de ouvidoria da Semscs para relatar a dificuldade de locomoção de pessoas no calçadão do comércio. Ouvimos empresários, populares, fiscais que trabalham no local e até os próprios ambulantes. O objetivo do Convívio Social é buscar uma harmonização do espaço público, dos comerciantes, dos ambulantes e da população que freqüenta o local”, afirmou.

O secretário evidenciou a importância econômica do comércio para a nossa capital. “Não podemos esquecer que o Centro tem mais de 7 mil empregados que trabalham diariamente, além de milhares de pessoas que vão a esse destino para efetuar compras. Então é um espaço muito importante para o Município, sobretudo no sentido de arrecadação de economia. Por isso precisamos ter olhos diferenciados para esse local no intuito de organizar e ordenar o nosso Centro, para que seja um local adequado para todos, para que toda a população possa ir naquele local efetuar suas compras sem nenhum transtorno de deslocamento”, disse Prado.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo