OPERAÇÃO VETUS: cerca de 14 mil idosos vítimas de violência atendidos

Quase 10 mil policiais civis das 27 unidades da Federação atenderam a 13,9 mil idosos vítimas de violência no Brasil durante a Operação Vetus. Os dados finais alcançados pela iniciativa de combate à violência contra o idoso foram apresentados em reunião nesta quarta-feira (16), com a presença de delegados gerais e secretários de Segurança Pública dos estados.

O trabalho, promovido em parceria entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), foi deflagrado em 4 de dezembro de 2020, como a maior e mais complexa operação na história da Segurança Pública no país.

Durante a reunião, a titular do MMFDH, Damares Alves, agradeceu o trabalho das forças de segurança na proteção dos idosos. “Vocês fizeram mais do que foi pedido, mais do que nós esperávamos e do que foi planejado. Com isso, a gente marca um novo tempo na história do Brasil. Só posso dizer obrigada, não tenho outra palavra.”

O secretário de operações integradas do MJSP, Jeferson Lisboa, destacou o trabalho promovido em todos os estados como algo inédito no país. “Com integração, reprimimos crimes gravíssimos realizados contra os idosos. É realmente de causar orgulho ver as nossas instituições se unindo para combater crimes desse padrão”, afirmou.

Números

Ao todo, a operação Vetus teve 569 pessoas presas, 14.907 visitas, 3.703 inquéritos instaurados, 2.801 termos circunstanciados e 874 medidas protetivas cumpridas. Foram 13.424 denúncias de violência contra idosos apuradas em todo o país.

Responsável pelos canais de denúncias do MMFDH, o ouvidor Nacional de Direitos Humanos, Fernando Ferreira, afirmou que a operação salvou vidas. “A ministra nos pediu para que cada projeto pensasse em reduzir o sofrimento das pessoas lá na ponta. E a cada dia podemos demonstrar que isso é possível.”

Parceria com os policiais

A delegada de Proteção ao Idoso Isilda Vidoeira, que representou os demais colegas presentes, destacou a importância da operação para a visibilidade da pauta da violência contra o idoso.

“A operação é um marco para nós. Daqui para frente queria que soubessem que também modificamos a nossa maneira de pensar. Vamos trocar bastante ideia e esperamos ter o apoio das políticas públicas para conseguir formar essa rede em favor da pessoa idosa no país”, apontou.

A delegada entregou uma carta com sugestões para políticas para o idoso à ministra Damares Alves. O documento, assinado por 167 delegados, tem recomendações para as três esferas de Poder.

A operação

A Operação Vetus utilizou denúncias do Disque 100 para prender agressores de idosos. A quantidade de casos de violações envolvendo pessoas idosas subiu mais de 70% nos primeiros nove meses deste ano. Os registros passaram de 36.181 em 2019 para 62.109 em 2020. Os dados consideram períodos até setembro de cada ano.

As informações foram levadas pelo MMFDH para o MJSP, que iniciou a operação em 1º de outubro de 2020. A violência contra idoso é crime que pode ter pena de dois meses a um ano de reclusão, além de multa.




Botão Voltar ao topo