OPERAÇÃO POLICIAL: Integrantes de organização criminosa são presos em Arapiraca, AL

Uma operação realizada pela Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA), nas primeiras horas desta terça-feira (11), em Arapiraca, prendeu seis pessoas – cinco homens e uma mulher – que fazem parte de uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas e homicídios na região do Agreste alagoano.

Segundo o delegado Filipe Caldas, titular da DHA, a operação é fruto de um trabalho investigativo iniciado para esclarecer a autoria, materialidade, motivação e circunstâncias inerentes ao crime de homicídio, no qual figuram como vítimas José Aparecido Rodrigues de Barros e outro homem, fato ocorrido no dia 18 de junho de 2020, em Arapiraca.

Ainda de acordo com a autoridade policial, foram ouvidas diversas testemunhas, tendo sido apurado que, a princípio, as vítimas estavam bebendo no local conhecido por “Feira da Troca”, bairro João Paulo II, na companhia de várias pessoas. Em um dado momento, chegaram dois indivíduos numa moto. Um deles, de máscara e capacete, desceu da moto, entrou na “feira” e efetuou disparos de arma de fogo contra as vítimas, vindo a ferir uma das vítimas na região da boca, e matar José Aparecido Rodrigues de Barros.

O delegado disse ainda que durante as oitivas das testemunhas, percebeu-se que a vítima fatal estava na companhia de dois traficantes conhecidos da região, além de outras pessoas. Surgiram informações de que a morte da vítima teria sido motivada por envolvimento com tráfico de drogas e/ou devido a um relacionamento que mantinha com uma mulher casada. Coincidentemente, o filho da mulher, também vende drogas na “feira da troca”. Ao saber do relacionamento teria desaprovado, segundo informantes.

“Embora muitas testemunhas demonstrem medo de falar algo que contribua com as investigações, por temerem os indivíduos que praticam tráfico de drogas e outros crimes na região, tais hipóteses sobre a motivação dos homicídios foram confirmadas em seus depoimentos, tendo em vista que elas também ouviram comentários a respeito dessas linhas de investigação”, pontuou Filipe Caldas.

Após realizar diligências e pesquisas nos Sistemas Policiais, verificou-se que o tráfico de drogas na região era comandado pelos acusados presos nesta operação. Inclusive eles já tinham sido presos recentemente no estado de Pernambuco, por envolvimento em vários crimes, entre eles a morte de um policial civil, e dois indivíduos dessa ORCRIM ainda se encontram foragidos. O grupo é investigado há anos pela Polícia Civil de Alagoas, por crimes como roubo a instituições financeiras, tráfico interestadual de drogas e homicídios.




Botão Voltar ao topo