O burburinho parte 2


“Wellington Santos, você vai produzir material no seu blog sobre esporte ou colunismo social?” Essa foi uma das perguntas recorrentes por parte de alguns leitores, após a publicação do post “Burburinhos do casamento do ano”, na badalada festa do atacante alagoano da seleção brasileira Roberto Firmino, que ocorreu com bastante glamour na noite de terça-feira, na Casa de Festas Cafe de La Musique, em Maceió.

Respondi, em tom de blague, que nestes dias me dei o direito de escrever sobre ‘jornalismo esportivo social’ (?), uma categoria (?) que eu mesmo nunca vi em sessão de jornal nenhum ao longo de todo o meu tempo de exercício de jornalismo. Logo, foi uma invencionice minha para me sair, digamos, usando uma expressão futebolística, dessa “área perigosa”.

Não sei se convenci.

 

Os noivos

Mas meu maior argumento foi que, a ocasião e, principalmente o personagem, o jogador Roberto Firmino, merecia tal atenção. Primeiro, porque o rapaz não joga em qualquer time do Brasil ou do mundo: o cara joga na Seleção Brasileira de Futebol e em um dos clubes mais ricos do mundo, o Liverpool , da Inglaterra. Equipe que, aliás, pagou uma verdadeira fortuna para ter o talento do jogador alagoano de origem humilde.

Segundo, foi que alguns amigos de Firmino e jogador como ele, como o meio-campista (este sim craque) Philipe Coutinho, também da Seleção Brasileira, estavam na badalada festa aqui em Maceió.

Bom, avaliei que a natureza dessa festa específica que, naturalmente, seria um prato cheio para colunistas sociais, também pudesse interessar a um humilde blogueiro que se interessa por esporte.

Firmino, o cantor Thiaguinho e Larissa

 

Segundo tempo

Não é provocação aos amigos que me questionaram, juro, mas as fontes que por lá tiveram ‘insistiram’ em me contar umas coisas a mais na festa propriamente dita.

Uma delas é também uma correção. No post anterior, dissemos que o cantor Gabriel Diniz não teria aparecido. Ora, pois pois! Ele não só pareceu, como foi o personagem que encerrou a festança e comilança, segundo fontes, “arrebentando geral com um showzaço até mais ou menos às 5h da manhã”.

Após o sonzão, foi servido um supercafé da manhã organizado por ninguém menos que o Buffet Izabel Pinheiro.

Bom, e segundo minha fonte, esta sim de uma linha mais coluna social e bem menos (ou nada) esportiva, disse que a noiva, a jovem Larissa Pereira, usou um vestido de noiva lindíssimo, mas depois trocou por um modelito que chamou a atenção de todos os convidados com um decote… Vejam as fotos…

Bom, deixa pra lá!!! Deixemos de coisa e cuidemos da vida!!!

 

Os noivos e outros convidados

22/06/2017

Burburinhos do “casamento do ano”

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPolícia aguarda laudo do IML para decidir se indiciará médica por morte de bebê
Próximo artigoPezão diz a servidores que permanência no governo até fim de 2018 é dúvida
Wellington Santos
Wellington Santos milita no jornalismo desde 1994, quando iniciou a carreira como revisor do extinto O JORNAL. Daí formou-se na área pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e teve passagens como repórter e editor em jornais como Gazeta de Alagoas (por duas vezes), A Notícia e Primeira Edição. Atualmente atua como repórter no Jornal Tribuna Independente e exerce ainda a função de assessor de Comunicação desde 2003 no Governo do Estado. Como repórter esportivo, foi correspondente e colaborou para o Portal nacional Lance! e rádios do eixo Sul/Sudeste, além de colaborar para o Canal Esporte Interativo. Como reconhecimento ao trabalho desenvolvido, foi premiado duas vezes como repórter esportivo no Prêmio Braskem de Jornalismo em 2013/2014, e em 2016 com a melhor matéria no Jornalismo Impresso na editoria Saúde. Em 2012, foi à final do Prêmio Nacional Abdias Nascimento, realizado no Rio de Janeiro, com reportagem sobre os 100 anos do Quebra de Xangô em Alagoas.