‘Mister Brau’, da Globo, é notícia no Reino Unido por abordar racismo

1439420175

A série Mister Brau, que substituiu o sucesso de audiência Tapas & Beijos nas noites de terça na Globo, virou notícia na Inglaterra por abordar o racismo no Brasil — país ainda envolto pelo mito da democracia racial. O jornal britânico The Guardian publicou um artigo nesta quarta-feira em que discute o lugar do negro na televisão brasileira e mostra como a participação negra na dramaturgia nacional é restrita e carregada de preconceito: 75% dos papeis destinados a atores negros no país são para personagens em posição de subserviência, dado retirado do documentário A Negação do Brasil, de Joel Zito Araújo.

O casal protagonista, Lázaro Ramos e Taís Araújo, é descrito pela publicação como o Jay Z e a Beyoncé brasileiros e a participação dos dois na série é apontada como uma importante tentativa de mudar o racismo presente na televisão nacional.

O jornal inglês ainda faz um panorama do preconceito racial no Brasil, citando uma pesquisa conduzida pela professora de antropologia da USP Lilian Schwartz. Nela, 96% dos brasileiros disseram não acreditar que exista racismo no país, mas 99% afirmam conhecer alguém que seja racista. Os números que, como se vê, são contraditórios, revelam que há algo de podre no Reino na Dinamarca — ops, no Brasil.

Após um breve resumo da história brasileira e da intensa imigração de escravos africanos durante séculos, o Guardian conclui que o país está vivendo uma inédita ascensão de negros, que passaram a se fazer mais presentes nas classes dominantes. Apesar de tardio e lento, o processo vem acontecendo no Brasil e os negros têm ganhado espaço na televisão. O jornal ainda cita a apresentadora Maria Julia Coutinho, a Maju, vítima recente de racismo nas redes sociais.

Veja

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *