Marx Beltrão solicita a Dias Toffoli do STF criação de banco de dados abertos sobre candidaturas

Criar um grande e abrangente banco de dados nacional, com informações sobre todos os postulantes a cargos eletivos no Brasil como currículo, bens e propostas. Colocar tudo na rede internet em um sistema de fácil e amplo acesso da população. Fazer com que a sociedade tenha acesso a estes dados e assim possa aumentar a sua participação no debate eleitoral. Em poucas linhas, esta é o argumento central da Indicação Legislativa que o deputado federal Marx Beltrão (PSD) protocolou na Câmara dos Deputados.

Dirigida ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, a Indicação de Marx sugere a “criação, no âmbito do Tribunal Superior Eleitoral, de um banco de dados contendo o currículo de todos os candidatos registrados para pleito eleitoral administrado e fiscalizado pelo tribunal. Esse banco de dados, que deveria constar de local visível e de fácil acesso público no portal de internet do próprio Tribunal Superior Eleitoral, permitiria a consulta de currículo e de histórico profissional atualizado dos candidatos pelo eleitor brasileiro”.

“Precisamos fazer cada vez mais com que o processo de candidaturas e de eleições no Brasil seja transparente e participativo. Com certeza este banco de dados seria um grande auxiliar para eleições mais limpas e com mais engajamento da sociedade brasileira. Certamente, com a veiculação livre destas informações de modo mais efetivo na internet, o processo eleitoral ganharia muito em transparência” afirmou Marx Beltrão ao Repórter Maceió.

Por força do Regimento Interno da Câmara, a Indicação Legislativa de Marx Beltrão é enviada à Mesa Diretora. De lá, o presidente da Casa, deputado federal Rodrigo Maia (DEM/RJ), remete o documento ao chefe do Judiciário nacional, ministro Dias Toffoli, presidente do STF.