Marx Beltrão sobre ampliação de Auxílio Emergencial: “presidente Bolsonaro agiu corretamente”

O presidente Jair Bolsonaro prorrogou por mais dois meses o Auxílio Emergencial, destinado a trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família. O decreto 10.412 foi publicado na edição desta quarta-feira (1º) do Diário Oficial da União (DOU) e foi bem recebido por membros do legislativo federal.

Em Alagoas, o deputado federal Marx Beltrão (PSD) foi um dos que defendeu a ampliação do pagamento. “O presidente Bolsonaro agiu corretamente. A situação econômica de milhares de famílias se deteriorou, e muito, com a pandemia. Este Auxílio socorre de forma emegencial aqueles que foram mais afetados pela crise do coronavírus”, afirmou o parlamentar nesta sexta-feira (03).

Na terça (30), o ministro da Economia, Paulo Guedes, havia antecipado a prorrogação da ajuda do governo. Segundo Guedes, a proposta era que fossem pagas mais quatro parcelas em dois meses, que somarão R$ 600 por mês, totalizando R$ 1,2 mil. O pagamento deverá ser feito da seguinte forma, segundo o ministro: R$ 500 no início do mês; R$ 100 no fim do mês; R$ 300 no início do mês; R$ 300 no fim do mês.

O decreto, no entanto, não especifica se será essa a fórmula antecipada pelo ministro ou simplesmente se o governo irá pagar duas parcelas de R$ 600. De acordo com o Ministério da Cidadania, o decreto estabelece que serão pagos R$ 600 no mês de julho e R$ 600 em agosto.




Botão Voltar ao topo
Fechar