Marx Beltrão apela a ministro e diz que “não podemos correr o risco de receber os imunizantes e atrasarmos” vacinação

O deputado federal Marx Beltrão (PSD) cobrou do ministro da Saúde Marcelo Queiroga, durante audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara dos Deputados, “a apresentação de um plano por parte do ministério da Saúde para apoiar municípios brasileiros e alagoanos com relação a dotar as cidades, principalmente do interior, de mais condições de transporte, armazenamento e capacitação de pessoas para a aplicação urgente da vacina contra a Covid-19”. A CSSF é a comissão que trata dos assuntos referentes à Saúde no Congresso, sendo Beltrão um dos membros titulares do colegiado.

Na semana passada, em reunião realizada na Associação dos Municípios de Alagoas (AMA) entre gestores municipais e a bancada federal, muitos prefeitos apontaram problemas de transporte e logística, estocagem adequada e qualificação de mão de obra entre as dificuldades apresentadas para a aceleração da vacinação no interior do estado. “O governo federal esta anunciando o envio em breve de mais imunizantes para todo o país, mas em Alagoas, até o último dia 27, pelo menos, chegaram quase 480 mil vacinas e aplicadas cerca de 266 mil doses até aquela dada. Ou seja, ainda haveria e ainda deve haver aproximadamente 200 mil doses de vacinas à disposição nos municípios alagoanos, que alegam dificuldades em realizar este trabalho. Por isso, o apoio do governo federal a estas cidades é indispensável”, reafirmou Beltrão.

Na reunião na AMA na semana anterior, a entidade anunciou que está atuando ao lado do Cosems/AL (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas), e já havia identificado algumas dificuldades junto aos municípios para a aceleração da imunização em massa, as quais estariam sendo trabalhadas de forma integrada. O Conselho também afirmou, na oportunidade, que está acompanhando a evolução das reuniões técnicas com o Ministério da Saúde e que serviriam de respaldo aos parlamentares na defesa de novas ações para Alagoas.

“Não podemos correr o risco de receber os imunizantes e atrasarmos a aplicação das vacinas na população. Este pesadelo chamado pandemia da Covid-19, que tantas vidas já tirou, tantas mortes causou e tanta destruição econômica vem provocando, só vai ser controlada com a vacinação de nossa gente. Por isso, se os municípios estão enfrentando obstáculos para a imunização, o Ministério da Saúde precisa ajudar estas cidades. O Brasil tem mais de 5 municípios, e os pequenos, mais distantes dos grandes centros, necessitam deste apoio. Vamos lutar para que qualquer cidade alagoana tenha apoio do governo para vacinar 100% de seu povo”, concluiu Marx.

]

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo