Mais de 90 mil pacientes foram atendidos nas unidades de saúde da Sesau no mês de julho

As unidades de saúde mantidas pelo Governo do Estado atenderam 90.464 pessoas no mês de julho. O balanço foi computado pelo Centro de Processamento de Dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Do total, os cinco Ambulatórios 24 Horas de Maceió – que realizam assistência intermediária entre a Atenção Básica e Alta Complexidade – atenderam 36.502 usuários. De acordo com a Gerência de Atenção Pré-Hospitalar, o Assis Chateaubriand (Tabuleiro do Martins) assistiu 7.716 pessoas, seguido pelo Denilma Bulhões (Benedito Bentes), que atendeu 7.101 usuários.

O Miguel Câmara (Chã da Jaqueira) foi o responsável por prestar atendimento a 5.157 alagoanos e o Noélia Lessa (Levada) prestou assistência a 7.228 usuários. Já o Ambulatório 24 Horas João Fireman (Jacintinho), atendeu 9.200 pessoas nos 31 dias do mês passado.

HGE – O Hospital Geral do Estado (HGE) recebeu 13.776 usuários em julho, evidenciando que, em comparação ao mês de junho, quando 12.543 pessoas foram assistidas, houve um aumento de 1.233 pacientes atendidos. Como nos meses anteriores, os casos clínicos representaram mais de 50% dos atendimentos, chegando a 9.755 ocorrências.

Também em julho, o maior hospital público de Alagoas atendeu 630 vítimas de acidentes de trânsito, sendo 257 de colisões, 40 de capotamentos, 75 de atropelamentos e 258 de quedas com motocicletas. Quanto às vítimas de agressão, 153 receberam atendimento no HGE durante o sétimo mês deste ano, sendo 77 em razão da modalidade corporal, 41 por arma branca e 35 por arma de fogo.

Os dados apontam, também, que no mês passado, 40 pessoas foram assistidas no maior hospital público do Estado após sofrerem queimaduras e 26 necessitaram de assistência da equipe de otorrinolaringologia. Ao longo do último mês, 29 pessoas foram atendidas no HGE após tentarem suicídio, além de 11 vítimas de violência sexual.

Ceaf – Responsável pela distribuição de medicamentos de alto custo para milhares de alagoanos, o Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Ceaf) atendeu 19.982 usuários durante o mês de julho. O número representa um aumento de 39,5% em comparação com mês de junho, quando 14.313 usuários foram assistidos.

“Esses números representam a grandiosidade do programa de distribuição de medicamentos de alto custo em Alagoas. Eles mostram o compromisso do Governo do Estado em assegurar a distribuição mensal de remédios que possuem preços elevados, onde grande parte dos alagoanos não teria condição de pagar”, salientou o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, ao anunciar que novos investimentos serão realizados na assistência farmacêutica estadual até o final deste mês.

Hospitais Regionais – No interior, os quatro hospitais mantidos pelo Estado atenderam 13.065 pessoas no mês de julho.  O Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, prestou assistência a 4.056 pessoas e os Hospitais Quitéria Bezerra (Água Branca), Antenor Serpa (Delmiro Gouveia) e Arnon de Melo (Piranhas) atenderam 9.009 pessoas nos 31 dias do mês passado.

Samu – Referência no atendimento pré-hospitalar, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fez o socorro de 4.708 usuários no sétimo mês deste ano. Deste total, 239 foram atendidos pelo Serviço de Motolância e 26 resgatados pelo Samu Aeromédico. A Central do Samu Maceió e suas 16 Bases Descentralizadas prestaram assistência a 2.553 pessoas e a Central do Samu Arapiraca e suas 19 Bases atenderam 2.155 usuários.

Já a Clínica Infantil Daisy Breda, no bairro Levada, em Maceió, recebeu 2.431 alagoanos no mês passado. Deste total, 204 necessitaram nebulização, 277 receberam assistência médica em razão de acidentes com animais peçonhentos e 136 necessitaram ser transferidos para outros hospitais.

Ascom – 08/08/2019



Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *