Mais de 86,6 mil pessoas passaram pelo HGE nos últimos 10 meses

De janeiro a outubro deste ano, o Hospital Geral do Estado (HGE) prestou assistência a 86.687 pessoas, uma média de 238 por dia, segundo dados da unidade hospitalar. Os quatro meses mais movimentados foram janeiro, fevereiro, março e outubro, com 12.676, 11.118, 9.907 e 9.222 atendimentos respectivamente.

Paulo Teixeira, médico e gestor da unidade hospitalar, salientou que a unidade hospitalar beneficia pacientes dos 102 municípios alagoanos. “Somos referência em assistência de média e alta complexidade em traumato-ortopedia, cirurgia geral, vascular, AVC, queimados e os números revelam isso”.

Até outubro, o hospital realizou 5.926 cirurgias. A maioria delas da área vascular (2.385) e da cirurgia geral (1.757). Entre os atendimentos clínicos de urgência e emergência, o HGE assistiu a 1.926 vítimas de acidentes vasculares e 2.298 com algum problema cardíaco. Os números mais expressivos na área cardíaca são de pacientes em tratamento à insuficiência cardíaca (449) e infarto agudo do miocárdio (281).

Exceto Maceió, o município alagoano que o hospital recebeu mais pacientes foi Marechal Deodoro e Jaramataia a cidade em que menos moradores procuraram o HGE. Nesses 10 meses, foram processados 16.422 internamentos (média de 45/dia) e 6.108 transferências (média de 17/dia).

“A excelência e desempenho dos profissionais que o HGE possui auxilia demais o tratamento dos pacientes, o que minimiza o agravamento dos casos, possibilita a emissão de diagnósticos precoces e garante os cuidados que os pacientes precisam”, ressaltou Paulo Teixeira.

Diagnóstico – No que se refere a exames, a maior emergência estadual realizou 73.781 de exames de imagem, uma média de 307 por dia. O mais solicitado foi o de raios-x, com 39.071 exames no período. Seguido da tomografia (17.298) e do eletrocardiograma (7.788). Também foram realizadas ultrassonografias (5.625), ecocardiogramas (3.475) e endoscopias (524).




Botão Voltar ao topo