Mais de 8 mil cestas nutricionais foram entregues à famílias carentes de Santana em 2018

Foram entregues à famílias santanenses neste ano de 2018, mais de 8 mil cestas nutricionais, segundo informação divulgada nesta quinta-feira (27), pela Prefeitura de Santana do Ipanema, município do Médio Sertão de Alagoas.

A ação social integra o Programa de Complementação Alimentar do Estado de Alagoas, que é executado pela a prefeituras. No último dia 20 de dezembro o prefeito Isnaldo Bulhões realizou a entrega de mais de 600 cestas, as últimas deste ano.

A 13ª entrega aconteceu na Escola Estadual Professora Laura Maria Chagas de Assis e contou com a presença da primeira dama Renilde Bulhões, alem de secretários municipais , da diretora da Escola Laura, Marta Tavares, do diretor da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL) Campus Santana, Júnior Genuíno e demais e autoridades.

As cestas são certificadas pelo Inmetro e compostas por 14 itens, entre eles a aveia, a proteína, o cálcio e o ferro.

Durante a entrega, Isnaldo Bulhões fez um balanço das entregas de 2018 e salientou que o programa contribuiu para assegurar o direito à alimentação adequada das gestantes e nutrizes de Santana do Ipanema e lembrou que o programa terá continuidade em 2019.

“Meu sentimento é de dever cumprido. Asseguramos mais condições de alimentação para as mamães e também para os recém-nascidos. Em 2019 tem muito mais”, disse o prefeito que ainda fez o agradecimento ao governador Renan FIlho pela “parceria salutar” que têm resultado em qualidade de vida para as beneficiárias e suas famílias.

Quem também proferiu palavras na última entrega de 2018 foi a secretária de Assistência Social, Vera Araújo. “Ao longo do ano, a gestão não mediu esforços para que, junto com o Governo do Estado, pudesse atender as pessoas mais necessitadas. A palavra que eu tenho para finalizar esta entrega é gratidão”.

Vale ressaltar que o programa foi recuperado pelo governador Renan Filho em 2017 para atender as pessoas das comunidades mais carentes dos municípios alagoanos. Os recursos para aquisição são proveniente do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), que vem investindo para garantir segurança nutricional às gestantes.

Com assessoria

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *