Maceió completa 203 anos com mais de 78 mil empresas ativas


Maceió completou, na quarta-feira (5), 203 anos de história. Centro turístico e político do Estado de Alagoas, a capital também é o município de maior poderio econômico, sediando um total de 78.094 empresas com registro ativo, o que, de acordo com os dados da Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal), representa um percentual de 46,3% dos negócios alagoanos.

A classificação dos empreendimentos instalados na cidade pode ser dividida em 17.426 microempresas (ME) – negócios com renda bruta anual inferior ou igual a R$ 360 mil; 5.699 empresas de pequeno porte (EPP) – negócios com renda bruta anual superior a R$ 360 mil e inferior a R$ 3,6 milhões; e 8.068 negócios considerados sem porte.

O número remanescente, algo comum ao restante ao Estado, é formado pelos microempreendedores individuais (MEIs), empresas caracterizadas como pequeno empresário com faturamento anual máximo de R$ 81 mil e sem participação em outros empreendimentos como sócio ou titular, que em Maceió são equivalentes a 46.901 negócios.

Observando os dados em relação aos bairros, o Tabuleiro dos Martins é a região que apresenta mais empresas, com um total de 5.910 empreendimentos. A lista segue com Cidade Universitária (5.368 empresas), Centro (5.087), Jatiúca (5.044), Benedito Bentes (4.555), Jacintinho (4.464) e Farol (3.325).

As informações da Junta Comercial também trazem números em relação às seções econômicas. Levando em conta a atividade principal da empresa registrada, o comércio aparece com 42,6% do total, correspondente a 33.293 empreendimentos. Outras seções com maiores quantitativos são alojamento e alimentação (7.619); indústrias de transformação (6.848); e outras atividades de serviços (6.060).

A Juceal é o órgão alagoano responsável pelo registro de empresas e pela administração da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim).

Ascom – 06/12/2018