LUTO: Morre o mito Diego Maradona, maior ídolo do futebol argentino, diz jornal Clarín

Perda do craque comove o país, que se acostumou a idolatrá-lo e acompanhar sua carreira de conquistas e polêmicas

A Argentina parou. De acordo com o jornal Clarín, morreu nesta quarta-feira (25) um dos maiores ídolos da história do país, Diego Armando Maradona Franco, craque de futebol que ficou famoso por sua genialidade dentro de campo e sua personalidade expansiva e controvertida fora dele.

O momento mais importante da carreira de Maradona ocorreu em 1986, quando ele foi determinante para a conquista da Copa do Mundo daquele ano pela Argentina. Realizado no México, o Mundial serviu para Maradona chegar a ser comparado a Pelé, tamanha a grandiosidade de sua performance.

Naquele Mundial, Maradona fez cinco gols. Todos diferenciados. Num deles, conhecido  como “a mão de Deus”, utilizou a malícia para enganar o árbitro tunisiano Ali Bennaceur, dando um leve soco na bola ao disputar pelo alto com o goleiro Peter Shilton, nas quartas contra a Inglaterra.




Botão Voltar ao topo