AINDA EM CANA! Justiça nega liberdade a empresário que atirou em garçom na Praia do Francês

A Justiça negou nesta quarta-feira (24), o pedido de liberdade do empresário Cícero Andrade de Souza, que atirou em um garçom na Praia do Francês, em Marechal Deodoro. A decisão foi determinada pelo desembargador José Carlos Malta Marques, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL).

De acordo com o desembargador, não têm segurança para conceder a liberdade em decisão liminar e que era preciso manter a prisão até que houvesse uma análise aprofundada sobre o caso.

Segundo a defesa do empresário, a prisão foi ilegal, pois Cícero se apresentou na polícia um dia após o ocorrido e que é réu primário, tem bons antecedentes, residência fixa e atividade laboral lícita.

No entando, o desembargador disse que esses argumentos não são suficientes para conceder a liberdade, levando em consideração que Cícero fugiu do local do crime com outro carro, atentando contra a vida de outras três pessoas em lugar movimentado e em plena luz do dia.

O crime aconteceu no último dia 19. O empresário discutiu com o funcionário, sacou uma arma e atirou contra a vítima, que foi atingida no joelho. Um dia após o crime, ele se entregou a polícia.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo