Jovens das grotas de Maceió são selecionados pelo Projeto ONU-Habitat e Governo de Alagoas

Participantes vão receber bolsa-auxílio e atuar como co-facilitadores do programa voltado para temas de juventude, comunicação e cidade

Minne Santos / ONU Habitat

Jovens de 15 a 24 anos que residem nas grotas de Maceió e querem engajar suas comunidades em prol de transformações sociais têm agora uma nova oportunidade. É que o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), em parceria com o Governo de Alagoas, o Instituto Pólis e a Viração Educomunicação, abriu as inscrições para quem tem interesse em fazer parte da equipe de mobilização do Programa Juventudes, Comunicação e Cidade.

A iniciativa faz parte do projeto Visão Alagoas 2030 e, ao longo dos próximos meses, vai realizar ciclos de formação sobre direito à cidade, comunicação e experimentação midiática. Nesse percurso, adolescentes e jovens vão poder refletir e intervir sobre a realidade de suas comunidades, produzir e disseminar produtos de comunicação multimídia e realizar ações comunitárias, alinhadas às agendas globais de desenvolvimento urbano sustentável.

Os 10 selecionados para o programa vão atuar co-facilitando os processos de mobilização e comunicação comunitária desenvolvidos com outros jovens que, em breve, também poderão fazer parte da iniciativa. Para isso, vão participar de processos de formação que visam aprofundar questões relacionadas à realidade das juventudes e seus territórios e difundir técnicas e metodologias de produção midiática e mobilização social.

Cada jovem mobilizador/a receberá uma bolsa-auxílio de R$ 300,00 (trezentos reais) mensais de julho a novembro, reembolso de despesas com transporte e alimentação no local das atividades presenciais. Além disso, vai receber certificado pelas organizações responsáveis.

 

Quem pode participar

Para se inscrever, é necessário ter entre 15 e 24 anos, ser morador (a) ou já ter residido nas grotas de Maceió e ter interesse em comunicação e questões comunitárias. A atuação em coletivos juvenis será valorizada, mas não é uma condição para a participação.  Será priorizada a seleção de jovens negros e negras, indígenas, romanis, LGBTQIAP+, mães e jovens com deficiência.

 

Como se inscrever

As inscrições vão até 27 de junho e podem ser feitas por meio de formulário eletrônico disponível no link https://bit.ly/vagasjuventudesal. Em caso de dúvidas, os/as jovens podem entrar em contato com a Viração pelo e-mail: [email protected]

Para acessar o edital completo, basta clicar aqui.   

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo